Política

Ministério Público pede indisponibilidade de bens de ex-prefeito no Nortão

O ex-prefeito de Novo Horizonte do Norte (município próximo a Juara), Agenor Evangelista da Silva, poderá ter seus bens bloqueados por improbidade administrativa. O Ministério Público do Estado de Mato Grosso entrou com Ação Civil Pública contra o ex-prefeito, depois que várias denúncias de irregularidades foram levantadas.

Segundo consta no processo, que está sendo analisado pela comarca de Porto dos Gaúchos, o prefeito é acusado de irregularidades como emissão de cheques sem a devida provisão de fundos; atrasos no pagamento do funcionalismo e no repasse do duodécimo referente à Câmara Municipal, além de apropriação de verba pública em favor de terceiros.

Através da liminar, o Ministério Público propôs a apreensão e indisponibilidade dos bens e o bloqueio de contas e movimentações bancárias de Agenor.