Política

Prefeita se reúne com equipe de ministério e Sinop terá ‘missão exploratória’ da dengue

Está prevista para próxima semana uma ‘missão exploratória’ que o ministério da Saúde fará, em Sinop, em decorrência dos altos índices de dengue registrados no município este ano. A informação foi confirmada pelo coordenador geral de Vigilância Arboviroses, Rodrigo Said, durante visita da prefeita Rosana Martinelli a Brasília, semana passada.

“Nós temos conhecimento do aumento de casos de dengue em Sinop, hoje é uma incidência importante, 425 casos a cada 100 mil habitantes, com ocorrência de óbitos. Diante desse cenário, o ministério está organizando um apoio, uma visita técnica na cidade”, expôs o coordenador, em vídeo divulgado pela assessoria do executivo.

Conforme Rodrigo, durante os trabalhos os representantes do ministério farão “avaliação das estratégias que estão sendo desenvolvidas pelo município, sugestão de novas atividades e vamos encaminhar também profissionais ministério para apoiar a capacitação dos profissionais da saúde de Sinop, principalmente relacionado a questão da assistência a pacientes com suspeita de dengue”.

Além disso haverá solicitação de apoio para reforço das ações de mobilização em toda região. “Mato Grosso tem ocorrências sorotipo 2 e isso pode ocasionar um aumento de casos e também de ocasiões mais graves e até óbitos de pacientes com suspeita de dengue”, completou o coordenador.

Durante a visita em Brasília, a prefeita contou com a companhia do senador Wellington Fagundes.

Conforme Só Notícias já informou, dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), apontam que do dia 1º a 30 de janeiro, 732 casos da doença foram confirmados. A média é superior a 24 confirmações diárias. O índice aumentou mais 1.685% em comparação ao mesmo período do último ano, quando ocorreram 41 casos.

Dos casos registrados neste ano, em 30 ocorreram internações e 8 eram considerados graves. Ainda há a confirmação de uma morte e três estão em investigação por parte dos órgãos competentes.

Só Notícias/Luan Cordeiro (foto: assessoria)