Política

Mesa diretora da câmara não atendeu “apelo” de Pedro Henry

Os deputados José Mentor (PT-SP) e Pedro Henry (PP-MT) ainda fizeram uma última tentativa de interromper a votação pela Mesa da Câmara do relatório da comissão de sindicância da Corregedoria da Câmara que recomenda a abertura de processo contra eles e mais 11 parlamentares. Segundo o primeiro-secretário da Câmara, Inocêncio Oliveira (PL-PE), os dois deputados enviaram documentos à Mesa para tentar provar que são inocentes, mas os papéis não foram analisados, sendo anexados às representações que serão enviadas ao Conselho de Ética.

O vice-presidente da Câmara, José Thomaz Nonô (PFL-AL), disse que as representações já poderiam estar no Conselho de Ética desde o dia 18 de setembro. Nonô disse que não se faz defesa nem na Corregedoria da Câmara nem na Mesa da Câmara. Segundo ele, à Corregedoria só cabe fazer uma instrução de indícios, cabendo ao Conselho de Ética toda a condução do processo.