Política

Mauro contesta número de desmatamento e critica ONGs

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que Mato Grosso sempre estará no centro das atenções quando o assunto estiver relacionado à preservação do meio ambiente já que, segundo ele, é a região que mais produz alimentos e respeita às leis ambientais. A declaração foi dada durante o primeiro sorteio do Programa Nota MT, realizado na tarde de quinta-feira, na sede da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz), em Cuiabá.

Na semana passada, Mendes (DEM) e outros sete governadores assinaram um documento, intitulado ‘Carta de Palmas’, com compromissos até 2030 pela preservação e desenvolvimento sustentável da Amazônia Legal. Questionado sobre as pressões e cobranças que o Mato Grosso recebe com relação aos dados de desmatamento, o governador defendeu que o Estado tem cumprido seu papel na questão ambiental. “Desafio qualquer estado brasileiro, desafio qualquer região do mundo, que produza tanto quanto produzimos e respeite o Meio Ambiente como nós fazemos”.

O democrata voltou a criticar também organizações internacionais com atuação no setor do Meio Ambiente, que vêm para o Brasil cobrar medidas de proteção ambiental. “Ninguém desse planeta tem moral para falar de Mato Grosso, quando aqui nós estamos preservando em torno de 64% do nosso território e produzindo a maior quantidade de grãos por km². Então, não é americano, ou qualquer outro que vá meter o dedo na nossa cara”, desabafou.

Por outro lado, defendeu que Estado quer e deve preservar seus recursos naturais, dentro do que a lei estipula. “Aquilo que for legal, nós iremos autorizar, de maneira célere e rápida, para poder permitir o crescimento e o desenvolvimento do Estado”.

Para mostrar que Mato Grosso segue nesse compromisso, Mendes adiantou que, na próxima semana, irá convidar a imprensa para um evento, onde mostrará que o Estado “seguramente, tem o mais avançado sistema de controle e monitoramento para combater o desmatamento ilegal”, finalizou.

Só Notícias/Gazeta Digital (foto: Christiano Antonucci)