Política

Maggi espera receber ainda hoje a cartilha do PP

O governador Blairo Maggi ainda não recebeu a cartilha do PP, divulgada na tarde de segunda-feira durante o ato de filiação dos deputados estaduais José Geraldo Riva, Eliene Lima, Alencar Soares e Campos Neto. Esta cartilha deverá ser entregue hoje, quando acompanhado da principal liderança do partido no Estado, o deputado federal Pedro Henry, José Riva e vários prefeitos da região do Vale do Araguaia estarão se reunindo com o governador. Blairo desmentiu ainda as informações de seu líder na Assembléia Legislativa, Mauro Savi de que estaria pensando em promover demissões de servidores contratados via DAS.
     
Ao comparecer na secretaria de Segurança Pública, onde inaugurou o Gabinete de Gestão Integrada – GGI – que vai promover uma maior integração entre todos os setores ligadas a segurança pública do Estado, o governador Blairo Maggi confirmou que ainda não recebeu a cartilha divulgada na segunda-feira pelo PP. Segundo ele, este documento lhe deverá ser entregue durante a audiência que terá ainda hoje com o senador Pedro Henry, o deputado estadual José Riva e vários prefeitos da região do Vale do Araguaia.
     
Com relação ao principal assunto na filiação de deputados ao PP na segunda-feira, o fortalecimento da aliança “Mato Grosso Mais Forte”, Blairo Maggi disse que ainda não tinha lido os jornais de hoje, mas assegurou que se sentia feliz e que vai continuar trabalhando para pagar os votos recebidos em 2002.
     
O governador falou também da intensão do deputado federal Pedro Henry em se candidatar ao Senado Federal em 2006. Segundo o chefe do executivo é uma vontade justa pelo que vem fazendo por Mato Grosso. Entretanto, ressaltou que outros partidos devem lançar candidatos e que não pretende se envolver nesta questão no momento. “Estou no governo, trabalhando para o povo”, ressaltou.
     
Outro assunto abordado pelo governador Blairo Maggi foi com relação aos cargos comissionados em sua administração. Segundo denuncias do deputado Mauro Savi, líder do governo na Assembléia Legislativa, pelo menos 80 servidores serão exonerados nos próximos dias.
     
Blairo fez questão de desmentir está possibilidade. “Quem falou isso. Não sei de nada disso”. Ao ser indagado de que a notícia partiu de seu líder na Assembléia Legislativa, Maggi ressaltou que “o que tinha de ser feito, já foi feito. Agora é tudo alarme falso”.