Política

Madeireiros de Sorriso debatem crise com prefeito

Uma comissão de empresários madeireiros de Sorriso, liderados pelo presidente da Associação das Indústrias Madeireiras de Sorriso, Clomir Bedin reuniu-se com o prefeito Dilceu Rossato e o deputado Mauro Savi, para discutir as dificuldades do setor.
O prefeito informou ao Só Notícias que o setor solicitou que o poder público interceda junto aos órgãos competentes para que as empresas madeireiras recebam autorização para comercializar pelo menos a madeira que “já está no chão, já derrubada”.

Rossato explicou que os madeireiros afirmaram que há madeira derrubada suficiente para abastecer todas as serrarias do município por 3 anos, sem necessitar de novos desmatamentos. As indústrias não estariam recebendo a liberação do Ibama para movimentar e utilizar essa madeira.

“A situação do setor está preocupante. O setor madeireiro gera cerca de 500 empregos diretos no município e já tem muita gente desempregada. Cerca de 16 madeireiras estão com as atividades suspensas e em vias de paralisar e demitir todos os funcionários”, disse o prefeito.

Ele ressaltou que o deputado Mauro Savi deverá levar a reivindicação ao Governo do Estado. “Vamos fazer um trabalho político para ajudar o setor e amenizar essa situação”, concluiu.