Política

Lucas do Rio Verde deve receber o título de Capital Nacional da Agroindústria

O município de Lucas do Rio Verde que no estado já é reconhecido como Capital da Agroindústria pode ganhar a denominação nacional. Um projeto de autoria do deputado Neri Geller (PP) tramita na Câmara Federal e tem o também mato-grossense José Medeiros (Podemos) designado como relator da matéria, que será analisada primeiramente pelas comissões de Cultura e de Justiça e Redação.

A redação da lei é curta e direta: No artigo 1º concede a Lucas do Rio Verde o título de Capital Nacional da Agroindústria e no 2º diz que a lei entra em vigor no momento da sua publicação no Diário Oficial da União.
Neri justificou o projeto apresentando números do agronegócio em Lucas do Rio Verde, que ocupa o quinto lugar no ranking estadual de produção soja e que responde por 1% de toda a produção nacional de grãos. Também cita a participação constante em listas de municípios que mais se desenvolvem e a expansão do parque industrial da cidade, que conta com empresas globais.
“Nada mais justo do que conferir a Lucas do Rio Verde o título de Capital Nacional da Agroindústria, considerando o grau de avanço tecnológico e eficiência de suas agroindústrias, que souberam aproveitar a vocação agrícola da região para agregar valor aos produtos primários, gerando ainda mais riqueza e desenvolvimento a seus habitantes. Espero que tal reconhecimento contribua não só para a manutenção dos avanços atuais, mas que também sirva de inspiração a outras regiões do Brasil com potencial agrícola semelhante, porém, subaproveitado”, justificou o deputado.

No fim do ano passado Só Notícias já informava que o então governador Pedro Taques (PSDB) sancionou o projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa, que torna Lucas do Rio Verde a capital da agroindústria. O projeto foi apresentado à Assembleia pelo deputado Dilmar Dal Bosco (DEM).

Em 2017, a câmara de vereadores de Lucas já havia aprovado projeto de autoria do Poder Executivo, para tornar o município a capital da agroindústria. A ideia da prefeitura era poder utilizar o slogan em impressos oficiais e materiais de divulgação da cidade.

Só Notícias/Marco Stamm, de Cuiabá (foto: arquivo/assessoria)