terça-feira, 21/maio/2024
PUBLICIDADE

Lideranças pedem ajuda a deputados pelo asfaltamento da MT-100

PUBLICIDADE

A formação de um Comitê Permanente Pró-MT 100 deverá ser formado por lideranças dos municípios que compõem a Região do Vale do Araguaia. A sugestão foi dada pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PSD), durante reunião em seu gabinete na tarde desta quarta-feira (14). Na oportunidade, Riva recebeu um manifesto denominado "1ª União das Câmaras do Alto e Médio Araguaia em Prol do Asfaltamento da MT 100", contendo 91 assinaturas dos vereadores da região. A próxima reunião será dia 28, às 9 horas, no Palácio Paiaguás, com o governador Silval Barbosa, que também vai receber o manifesto.

No documento, as lideranças de Alto Taquari, Alto Araguaia, Araguainha, Ponte Branca, Ribeirãozinho, Torixoreu, Pontal do Araguaia, Barra do Garças, Araguainha e Cocalinho, pedem a pavimentação, cortes das serras e a substituição das pontes de madeira por concreto na MT-100.

Riva lembrou a falta de planejamento do Estado pelos gestores anteriores e sugeriu que os prefeitos, vereadores e sociedade organizada participem do comitê permanente, como forma de fortalecer o movimento. "É importante essa união para dar credibilidade ao pleito, pois o grande problema de Mato Grosso é a falta de planejamento".

O parlamentar destacou a crise que assola a Europa e Estados Unidos e, que acabou refletindo no Brasil. Também reafirmou a necessidade do governo realizar a reforma administrativa "ou o estado ficará inviável", acrescentou.

De acordo com o presidente da Câmara Municipal de Alto Araguaia, Gustavo Melo é necessário e urgente o atendimento desse pedido, inclusive querem a participação de todos os deputados. Informou que já estudam a viabilidade da formação do Parlamento Regional para buscar ações e alavancar a região. "Pedimos empenho de todos os deputados. O Vale do Araguaia precisa de mais atenção, para deixar de ser o Vale dos Esquecidos".

Alto Taquari, única cidade da região onde a MT-100 recebeu asfalto em 1995. "Desde então, não recebeu nenhuma reforma. Além disso, é uma das principais vias de acesso de cargas, inclusive de caminhões que transportam combustíveis", argumentou a vereadora do município, Cristine Bernini (PDT). A reunião também contou com as presenças dos deputados Baiano Filho, J. Barreto, Adalto de Freitas e o deputado licenciado, José Domingos.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE