Política

Justiça obriga ex-prefeito no Nortão a reparar atos improbidade administrativa

A Justiça deferiu liminar que visa reparar prejuízos financeiros sofridos por servidores e cofres públicos do município de Novo Horizonte do Norte
(150 km de Sinop). A ação civil pública (ACP) foi ajuizada pelo
promotor de Justiça, José Mariano de Almeida Neto, em virtude de inúmeras
denúncias contra o ex-prefeito, Agenor Evangelista da Silva.

A assessoria do Ministério Público informa que são emissões de cheques sem fundo, nos anos de 2000 a 2004, provocando a inclusão do município no cadastro de inadimplentes, bem como gerando prejuízos ao erário municipal.” Em valores de hoje, são mais de R$ 500 mil”, disse o promotor.

Ele acrescentou que os servidores municipais também foram seriamente
atingidos devido atraso salarial. Conforme holerites, no mês de agosto de
2004, os servidores ainda recebiam os proventos referentes ao mês de junho.

Ressaltou que até o repasse do duodécimo referente à Câmara Municipal foi
afetado, quando os parlamentares impetraram um mandado de segurança,
visando à garantia do direito líquido e certo da prestação dos recursos
até o dia 20 de cada mês.