Política

Juíza nega pedido para nova eleição na câmara de Claudia

A ação judicial movida pelo grupo de vereadores de Claudia, encabeçada pelo vereador Geordano Matei, pedindo anulação da eleição da mesa diretora de Cláudia (80 km de SInop), foi indeferida pela juíza da Comarca. A informação foi confirmada, há instantes, ao Só Notícias, pelo próprio vereador, que disse estar buscando um entendimento com o grupo do atual presidente, Judas Tadeu, para uma nova eleição.

Como Só Notícias informou anteriormente, a eleição teve dois votos anulados, que dariam a vitória a chapa do vereador Anelton de Moraes. O presidente interino, Roberto Dalmaso, disse na ocasião que agiu de acordo com o regulamento, pois os votos estavam com dois riscos de caneta, indicando votos marcados. Haviam, segundo Roberto, riscos em duas cédulas para identificar votos e, alegando que a atitude feriu o regimento interno por supostamente serem votos identificáveis, acabou anulando-os e o resultado foi favorável a Judas Tadeu, que está presidindo o legislativo.

Segundo Geordano, “os dois grupos estão conversando e buscando um entendimento, para a realização de uma nova eleição. Estamos analisando para ver o que vamos fazer agora”. Sobre a possibilidade de aceitar esse resultado da eleição e buscar um acordo para o próximo biênio, o vereador disse que “dois anos é muito tempo e não sabemos o que pode acontecer até lá”.

Matei disse que sentiu disposição do grupo adversário para chegar a um entendimento. “Todos cedemos um pouco e estamos trabalhando em harmonia, mas a negociação continua”, concluiu.