Política

Jefferson desmarca depoimento na comissão de sindicância da Câmara

O presidente do PTB, deputado Roberto Jefferson, desmarcou o depoimento que seria dado hoje, às 11h, na Comissão de Sindicância da Corregedoria da Câmara dos Deputados, criada para investigar denúncias sobre o pagamento de mesada pelo PT a parlamentares do PP e do PL. O deputado pediu que a Comissão marque uma nova data.

Em entrevista publicada no dia 6 de junho pelo jornal Folha de S. Paulo, o presidente do PTB, Roberto Jefferson (RJ) disse ter tomado conhecimento, por intermédio de diversos parlamentares, da existência de um esquema de pagamento mensal a deputados, o chamado “mensalão”, no Congresso. Deputados do PP e do PL, segundo ele, recebiam até o início deste ano R$ 30 mil por mês. Ainda segundo Jefferson, o dinheiro seria pago por Delúbio Soares, tesoureiro do PT.

No último domingo, em uma segunda entrevista ao jornal, Jefferson afirmou que o dinheiro utilizado pelo PT para pagar as supostas mesadas vinha de empresas e estatais. Apesar de dizer que não tem provas, o deputado afirma que o dinheiro chegava a Brasília “em malas” e seria distribuído por Delúbio Soares, o publicitário Marcos Valério e o líder do PP na Câmara, José Janene (PR).