Política

Governo prorroga até dia 4 toque de recolher e comércio funcionando até 19h para conter Covid em Mato Grosso; 80 na fila por UTIs

O governo do Estado confirmou, há pouco, que as medidas restritivas impostas para conter o avanço da Covid serão prorrogadas até o próximo dia 4 de abril, sendo mantidos toque de recolher das 21h até às 5h, com proibição de circulação de pessoas, comércio funcionando até às 19h, de segunda a sexta-feiras, dentre outras medidas que passaram a valer desde o último dia 3 e iriam até dia 18. Mas, a altíssima taxa de ocupação de UTIs com pessoas em estado grave, permanece em 94%.

A prorrogação foi necessária também porque há 80 pessoas nas filas de espera por leitos em Unidade de Tratamento Intensivo. “Precisamos conter a circulação do vírus, é uma questão de salvar vidas. O Governo está fazendo tudo que está ao seu alcance para abrir mais leitos de UTIs, um esforço de todos os servidores, porque precisamos oferecer tratamento para quem necessita. Mas, se não houver colaboração de cada um para usar máscara e não aglomerar, não teremos condições para atender a todos. E isso é o que nos preocupa nesse momento”, destacou o governador Mauro Mendes.

O decreto que permanece em vigência prevê que aos sábados e domingos, a proibição será após o meio-dia para a grande maioria das empresas, exceto farmácias, hotéis, segurança e vigilância privada, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências), indústrias, transporte de alimentos e grãos, e serviços de manutenção de atividades essenciais, como água, energia, telefone e coleta de lixo.

Supermercados continuam funcionado nos sábados das 5h às 19h. Aos domingos até o meio-dia. Os restaurantes, inclusive os localizados em shoppings, poderão atender nos sábados e domingos até às 14h.

O funcionamento de restaurantes e congêneres nas modalidades take-away e drive-thru somente até às 20h45.  Nos horários permitidos, as atividades econômicas deverão respeitar as medidas de segurança, como o uso de máscara, distanciamento e limitação de 50% da capacidade máxima do local.

Eventos podem ocorrer dentro do horário permitido, respeitado o limite 30% da capacidade do local, e número máximo de 50 pessoas. Os serviços de entrega por delivery seguem autorizados até às 23h.

O transporte coletivo e aplicativos podem funcionar normalmente.  Nos órgãos públicos estaduais, fica suspenso o atendimento presencial em todas as secretarias e órgãos do governo, com exceção das unidades finalísticas. Quanto a jornada de trabalho, cada secretaria/autarquia vai disciplinar medidas para redução do fluxo de pessoas.

Mesmo com as medidas restritivas, centenas de pessoas continuam desrespeitando as regras. No final de semana, a polícia deteve  mais de 150 que foram levados para delegacias e multados, além de encerradas várias festas clandestinas.

Conforme Só Notícias já informou, a média móvel de mortes no Estado, ontem, foi o dobro em relação a domingo. Foram confirmadas que mais 86 pessoas morrerem em decorrência da doença (nem todas foram nas últimas 24 horas). É um dos maiores números desde o início da pandemia. São 16 cidades com risco muito alto de contágio, dentre elas Sinop, Sorriso, Lucas do Rio Verde.

Semana passada, o governador anunciou mais 160 leitos de UTIs no Estado, que começam a ser implantadas na rede pública, além de 500 leitos clínicos e repasses financeiros para prefeituras. Outra medida é abertura de crédito para microempreendedores (vendedores de lanches e outros), restaurantes e bares e prorrogação do ICMs.

Mauro Mendes também tem intensificado articulações para comprar vacinas e aumentar o número de mato-grossenses imunizados (até agora são cerca de 160 mil).

Além de Mato Grosso, outros Estados estão tomando medidas mais rígidas para conter o número de casos positivos, internações em UTIs e mortes. Minas Gerais terá só serviços essenciais funcionando a partir desta 4ª feira e toque de recolher.  São Paulo tem toque de recolher das 20h às 5h. Santa Catarina proibiu, até dia 19, proibiu venda de bebida alcoólica entre 21h e 6h, não podem funcionar casas noturnas/shows.

Redação Só Notícias (foto: assessoria - atualizada 10:56h)