Política

Governador lança programa Mais MT com investimentos de R$ 9,5 bilhões em diversos setores; vídeo

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM) lançou, há pouco, em Cuiabá o programa “Mais MT”, que é considerado o maior em investimentos para os próximos anos, impulsionando a economia, gerando emprego e renda e beneficiando diretamente os mato-grossenses. O programa prevê executar investimentos na ordem de R$ 9,5 bilhões até 2022. Os 12 eixos estruturantes são Segurança, Saúde, Educação, Social e Habitação, Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda, Infraestrutura,  Turismo, Cultura, Esporte e Lazer, Simplifica MT, Eficiência Pública, Meio Ambiente, Agricultura Familiar e Regularização Fundiária.

Conforme o governador, a ação só foi possível em razão das medidas tomadas pela atual gestão que consertaram o governo, que estava quebrando no final de 2018. Entre elas, se destacam a reforma administrativa, o corte de gastos públicos, a revisão dos incentivos fiscais, o novo Fethab, o combate à sonegação e a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) Estadual. “Com isso, o Estado voltou a fechar as contas no azul, já em 2019, o que não ocorria desde 2008. Agora estamos com os salários dos servidores em dia e pagos dentro do mês trabalhado, fornecedores em dia, 80% das obras paralisadas foram retomadas e muitas outras iniciadas. Também regularizamos os repasses para as prefeituras e poderes, melhoramos o ambiente de negócios e fizemos a Saúde funcionar”, destacou através da assessora.

Para Educação  estão previstos R$ 936,4 milhões em investimentos para a Educação, contemplando a construção de novas escolas, de quadras poliesportivas, assim como reformas, manutenção e climatização, bem como investimentos para melhorias no sistema pedagógico. Na Saúde será investido R$ 1,18 bilhão em oito grandes ações, com a construção de três novos hospitais regionais, modernização dos hospitais estaduais e unidades de saúde existentes e retomada das obras dos hospitais Júlio Muller e Central.

A segurança o investimento é de R$ 766 milhões. Serão construídos 4 mil vagas no sistema prisional, haverá aquisição de equipamentos de tecnologia, armamentos, veículos, aeronaves e a expansão dos projetos Águia e Tolerância Zeroi88, bem como reforma e modernização das unidades de segurança. Nos setores Social e Habitação estão previstos R$ 362,3 milhões, contemplando ações voltadas à habitação popular, qualificação profissional, cidadania e o Programa SER Família, com ações específicas para as crianças, idosos, mulheres, pessoas com deficiência e em situação de vulnerabilidade social.

No Desenvolvimento, Emprego e Renda,  Estado destinará R$ 192,5 milhões para ações voltadas ao Desenvolvimento, Emprego e Renda. Alguns exemplos destas ações: a conclusão da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Cáceres; investimentos em sistemas para facilitar o acesso ao crédito pelos pequenos empreendedores; fortalecimento das cadeias produtivas; ampliação das linhas de crédito pela Desenvolve MT; e investimentos em qualificação.

Para o setor de Infraestrutura, o  investimento será o mais volumoso com destinação de R$ 4,73 bilhões para muitas ações, como a realização de 2.4 mil km de asfalto novo e restauração de mais 3 mil km de pavimentação. Serão feitas 5 mil pontes de pequeno, médio e grande porte em todo o estado, em substituição às precárias pontes de madeira; e a criação do programa Mato Grosso Iluminado que, em parceria com os municípios, vai implantar iluminação com lâmpadas de LED em todas as cidades do estado.

A Cultura, Esporte e Lazer receberá aporte de  R$ 170 milhões. Haverá recursos para ações voltadas ao patrimônio histórico e cultural, apoios a eventos e iniciativas culturais, fortalecimento dos Jogos Escolares, promoção e apoio a eventos esportivos e no apoio a atletas de ponta. Também serão feitos investimentos em infraestrutura ao entorno da Arena Pantanal e o Governo irá construir o Parque Multieventos de Mato Grosso.

O Simplifica MT, que em o objetivo de simplificar e tornar mais fácil o acesso do cidadão e das empresas aos serviços públicos oferecidos pelo Governo de Mato Grosso, com a unificação de serviços e atendimentos, oferecendo a maioria deles de forma centralizada e digital, com a extinção de filas e papelada. Também serão feitas ações para redução de custos, maior eficiência pública e diminuição da burocracia.

No setor de turismo  receberá investimento de ao menos  R$ 339,2 milhões. O Governo de Mato Grosso vai construir seis novas orlas turísticas, melhorar e modernizar a infraestrutura dos locais turísticos, financiar projetos de pequenos empresários e desenvolver o Turismo no Pantanal.

Eficiência Pública  receberá recursos de R$ 404,3 milhões, com investimentos para implantação de canais on-line, digitalização de arquivos, novos equipamentos, processos digitais, treinamento dos servidores, usinas de energia solar, modernização dos prédios públicos e construção de novas unidades para “zerar” despesas com aluguel.

Para o setor de Meio Ambiente, a secretaria de Estado de Meio Ambiente será contemplada com R$ 156 milhões para investir em um leque de ações que vai unir a preservação ambiental com o desenvolvimento sustentável, desde a eficiência de processos de licenciamento, outorga e regularização de imóveis rurais, passando pela estruturação das unidades de conservação até investimentos para a prevenção e combate ao desmatamento ilegal e incêndios florestais.

Agricultura Familiar e Regularização Fundiária, que é uma das áreas mais importantes da economia estadual também receberá grande aporte de investimentos, R$ 265 milhões. Serão fomentadas várias cadeias produtivas, com a aquisição de equipamentos, máquinas, assistência técnica remota e regularização de imóveis urbanos e rurais.

Redação Só Notícias (foto: assessoria - atualizada às 10h18)