Política

Governador diz que Mato Grosso gasta R$ 35 milhões por mês com UTIs e não recebe repasse federal

O governador Mauro Mendes (DEM) revelou que Mato Grosso gasta R$ 51,1 milhões por mês para manter as 585 Unidades de Terapia Intensiva instaladas em Mato Grosso, seja na rede estadual ou com parceiros em prefeituras e empresas que prestam serviço para o Estado. O valor de R$ 2 mil por dia para cada UTI foi garantido pelo Estado por meio de decreto e bancado mesmo que o governo Federal não tenha efetuado repasses neste ano, conforme informou o governador.

“Nós garantimos R$ 2 mil por leito todos os dias. Este é o custo desta UTI. É R$ 2 mil por leito, então, se abrem 10 UTIs é R$ 20 mil por dia, em 30 dias são R$ 600 mil reais por mês que custam cada 10 UTIs. Então, faz a conta aí: 585 UTIs vezes 2 mil por dia vezes 30 dias”, disse em entrevista à Rádio CBN, em Cuiabá.

Mauro Mendes explicou que parte dos recursos deveriam vir do governo Federal, mas o repasse não foi efetuado este ano porque o ministério da Saúde não habilitou leitos em Mato Grosso e o Estado assumiu toda a despesa.

“Uma parte deste recurso vem do Governo Federal, ou pelo menos deveria vir. O ano passado veio e este ano cortou, não habilitou. Mas o governo [do Estado] fez um decreto dizendo que pode abrir UTI, que se o governo Federal não pagar a parte dele, o governo do Estado garante e paga tudo isso. E estamos pagando, porque aquelas que não habilitaram este ano, nós pagamos os R$ 2 mil para as prefeituras, para os contratados, para todo mundo que está prestando serviço de UTI”, completou.

O governador lembrou que desde o começo da pandemia já abriu 458 UTIs, saltando de 127 em março do ano passado para as atuais 585 e só não abriu mais pela dificuldade de encontrar profissionais intensivistas para trabalhar. A solução, reforçou Mauro Mendes, é a manutenção do distanciamento social enquanto não houve a vacinação em massa.  “As consequências vêm e estão aí. É muita gente circulando, muita gente se contaminando e, lamentavelmente, dói muito. Eu mesmo já conheço muitos amigos, pessoas próximas que já perderam a vida”, alertou.

Só Notícias/Marco Stamm (foto: Mayke Toscano/arquivo)