Política

Cuiabá: prefeito determina rodízio de funcionários em empresas e aumento na frota de ônibus

O prefeito Emanuel Pinheiro editou o decreto 8.382, que determina a implantação de rodízio de funcionários e de colaboradores em turnos de trabalho, em estabelecimentos comerciais que se encaixam como serviços essenciais, continuando vedado o funcionamento dos que não fazem parte desse grupo. O rodízio visa “observar horários diferenciados de entrada e saída bem como a diminuição de pessoas no mesmo local de trabalho”. Cabe a cada empresa definir a escala.

Foi definido incremento de 10% de ônibus na frota do transporte coletivo, com mais 20 ônibus para rodar imediatamente e se juntarão aos 340 já em circulação, totalizando 360 em operação.

Ficam suspensas as atividades coletivas nas quadras poliesportivas e campos de futebol dos condomínios residenciais no âmbito do município.

“São ações que fazem parte do acordo que formalizamos com o Tribunal de Justiça, na quinta-feira (1º). Por meio desse compromisso, solucionamos pontos conflitantes e fortalecemos o pleno cumprimento da decisão judicial que implantou a quarentena coletiva obrigatória na Capital. Temos um firme compromisso com a preservação da saúde, garantindo também o direito do cidadão de trabalhar e ganhar o seu sustento”, explicou o prefeito.

Foi determinado ainda a intensificação da fiscalização do toque de recolher, válido de segunda-feira a domingo, das 21h às 5h, e igualmente quanto a proibição do consumo de bebidas alcoólicas nos locais de venda. Para o cumprimento dessa disposição, a equipe de fiscalização municipal contará com o apoio da Polícia Militar.

Só Notícias (foto: Luiz Alves/arquivo)