Política

Governador assina convênio de R$ 8,2 milhões e aeroporto de Sorriso deve ser inaugurado até novembro

O governador Pedro Taques (PDT) esteve em Sorriso, esta manhã, para assinar um convênio com o prefeito Dilceu Rossato com o objetivo de terminar as obras do aeroporto. O Estado entrará com R$ 7 milhões e a prefeitura será responsável por uma contrapartida de R$ 1,2 milhão. “Quero agradecer o convite para auxiliarmos na ampliação. É importante dizer que o aeroporto hoje significa desenvolvimento”, afirmou Taques, durante coletiva à imprensa. A intenção é inaugurar o aeroporto até novembro. Inicialmente serão disponibilizados voos noturnos, com, no máximo, 120 passageiros.

Conforme informou, ao Só Notícias, o vice-prefeito, Ederson Dal Molin, o aeroporto deve estar homologado na Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) em até três meses. “Já foi feita a vistoria. Agora estamos concluindo algumas correções básicas que foram solicitadas e devem ser concluídas nas próximas semanas. Então, o engenheiro deve assinar e enviar o laudo fotográfico para análise. Nosso cronograma prevê que o aeroporto pode ser inaugurado antes de novembro ainda. O prazo mínimo é setembro. Vamos construir em etapas. Serão aproximadamente R$ 3 milhões este ano e o restante no ano que vem”, explicou.

Os valores repassados pelo governo serão utilizados para aquisição de mobiliários, portas de segurança com identificadores de objetos metálicos, esteira com raio X, carrinhos para bagagens, acesso para abastecimento e ampliação do pátio de aeronaves. Também serão feitas modificações na própria pista, como compactação das cabeceiras (área de cimento que permite a aviões de grande peso fazerem a curva para alinharem-se com a reta de decolagem) e iluminação do ‘taxyway’ (passagens que permitem que a aeronave saia da pista de pouso e decolagem em uma velocidade elevada, permitindo a outro avião pousar em curto espaço de tempo).

O dinheiro também será usado para a instalação do Corpo de Bombeiros e do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). De acordo com o projeto, o aparato de segurança custará aproximadamente R$ 2 milhões e deverá ser aproveitado por vários órgãos da região. “Vai ter academia e alojamento, além todo o apoio para as polícias desenvolverem um trabalho em conjunto. Um helicóptero, que terá como finalidade principal auxiliar em resgates de passageiros, ficará disponível para serem usadas em outras operações também”, afirmou Dal Molin.

Segundo o vice-prefeito, uma comissão formada por empresários e produtores viabilizou ainda mais R$ 1,6 milhão para a compra dos instrumentos operacionais do aeroporto. “Foram adquiridos vários equipamentos de luzes, por exemplo que aumentam as condições de aterrissagem para os pilotos”.

Outro atrativo será a estrutura de hangares e oficinas, que servirão para aeronaves particulares. “Em breve vamos fazer a concessão e uma empresa vai ficar responsável por esta parte. A construção será feita pela concessionária, porém, dentro dos padrões que o município já estabeleceu. A ideia é que Sorriso sirva de um ponto de apoio para Sinop. Não será uma estrutura de grande porte, entretanto, será razoável para atender as demandas da nossa região”.

Os procedimentos licitatórios para contratar as empresas que tocarão as obras devem começar a partir de segunda-feira. Um dos itens que constará também no pacote de obras, será o recapeamento da pista, visando já receber aviões maiores futuramente.

Algumas empresas já demonstraram interesse em abrir linhas no município. Uma área de 40 hectares ao redor do terreno do aeroporto foi permutada com a prefeitura, com a finalidade de ampliar a capacidade do terminal futuramente. Atualmente, a área total do aeroporto é de 106 hectares. Inicialmente, serão cerca de 300 vagas de estacionamento.

Com o início da operação, a expectativa é que sejam gerados vários empregos diretos e indiretos. A articulação entre os gestores para concluir a obra iniciou logo nas primeiras semanas do governo.

Conforme Só Notícias já informou, o aeroporto começou a ser construído em 2007 e recentemente um vendaval danificou parte da cobertura. 

(Atualizada às 20h55)