Política

Funcionamento de bares, lanchonetes e igrejas é proibido em Nova Mutum; prefeito pede fim de aglomerações

A prefeitura de Nova Mutum anunciou, hoje, o endurecimento das regras de combate à covid-19. As novas medidas, que passam a vigorar a partir dessa terça-feira (30) foram tomadas após reunião do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Novo Coronavírus.

O decreto impõe a proibição de funcionamento de bares, conveniências, lanchonetes e igrejas; academias deverão funcionar apenas com atendimento de personal trainer; o comércio terá autorização para funcionar até 20h30; o toque de recolher permanece das 21h às 5h; distribuidoras de bebidas poderão funcionar somente na modalidade “delivery” (entrega em domicílio); a utilização de praças e parques públicos segue proibida;

A prefeitura ainda decidiu que “algumas atividades terão exceções como é o caso de restaurantes”. Reuniões públicas e privadas seguem proibidas. Outra medida é a permissão para que apenas uma pessoa por família entre nos supermercados e a entrada de crianças passa a ser proibida.

O prefeito Adriano Pivetta defendeu o equilíbrio entre saúde e economia para evitar o fechamento total do comércio, através de possível decisão judicial. “Estamos trabalhando para que haja um menor impacto na atividade comercial, visto que medidas mais duras afetam a todos. Estou muito preocupado com os empregos e quero fazer o que for possível para evitarmos possíveis demissões, por isso, mais uma vez peço a todos que façam sua parte. Se todos cumprirem as medidas é possível sairmos dessa situação delicada”, afirmou, conforme divulgado pela assessoria.

Ao pedir para que as pessoas evitem aglomerações, Adriano Pivetta conclamou a população mutuense a refletir sobre o momento que o Brasil está passando. “Quero pedir a cada mutuense que, por favor, parem de se reunir, evitem aglomerações, festas familiares, encontros de amigos, esse momento requer ficar em casa, em isolamento social. Essa doença mata, já perdemos nove pessoas da nossa cidade. É necessário que cada cidadão assuma a sua responsabilidade e compreenda a gravidade da situação”, cita.

Conforme o boletim do governo estadual, divulgado nesta segunda-feira, Nova Mutum tem, além das nove mortes, 186 casos ativos de covid-19 e 228 pacientes recuperados da doença.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: assessoria)