Política

Ex-presidente do INSS Carlos bezerra é investigado por controladoria da União

Não apenas a demissão, mas a nomeação do ex-senador Carlos Bezerra para a presidência do INSS foi alvo de polêmica por causa do passado do peemedebista. Bezerra é investigado pela Polícia Federal, pelo Ministério Público e pela Controladoria Geral da União. O procurador da República Pedro Taques afirma ter indícios do desvio de R$ 1,5 milhão da extinta Sudam para uma fazenda de Bezerra. Outra linha de investigação refere-se a um cheque do ex-senador, de R$ 1,1 milhão, apreendido numa empresa de João Arcanjo Ribeiro, o chefe do crime organizado em Mato Grosso.
     
Já a Controladoria Geral da União investiga o desvio de R$ 1,540 milhão referentes a um convênio com a Secretaria de Recursos Hídricos, que destinava recursos para o município de Pedra Preta (MT). Segundo a denúncia, o dinheiro, previsto em emenda apadrinhada por Bezerra, seria destinado à construção de um açude que não saiu do papel.