Política

Dorner buscar apoio do governo do Estado para desafogar UPA com 96% dos leitos ocupados

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da avenida André Maggi está com 96% dos leitos ocupados com pacientes, segundo dados confirmados, há pouco, pela secretaria municipal de Saúde, ao Só Notícias. Conforme o detalhamento, são 52 leitos (3 de emergência, 43 de internação, 04 de pediatria e 02 de isolamento). Desses, 48 estão ocupados e ao menos 30 pacientes já estão aptos à transferência para algum hospital regional do Estado.

Por conta disso, o prefeito Roberto Dorner (Republicanos) pediu, ontem, durante encontro com secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo, apoio do governo de Mato Grosso para desafogar à unidade municipal, administra por uma empresa. “Com essa pandemia a tendência é aumentar, ainda mais, esse número (de internações). Só que UPA é uma unidade de atendimento rápido, o correto é que a pessoa fique apenas 24h ali e depois seja encaminhada para o Hospital Regional. Mas, como eles não recebem todos os pacientes, acabamos assumindo esse papel, porque não podemos deixar, de forma alguma, as pessoas desassistidas. Por isso, fui até a Secretaria de Saúde do Estado para pedir esse apoio, precisamos unir formas para cuidar do nosso povo com dignidade e humanização, da forma que está não pode continuar”, afirma o prefeito.

Dorner também se reuniu com os representantes da empresa responsável pela estruturação e viabilização do projeto do Hospital Municipal de Sinop, que será construído no bairro Menino Jesus. “Os primeiros alinhamentos já estão sendo realizados, para que Sinop receba uma unidade que comporte a demanda local de forma digna e humanizada. O hospital terá 40 leitos de internação, sendo 10 leitos para maternidade”.

Também participaram das reuniões as secretárias de Governo e de Saúde, Faira Strapazzon e Daniela Galhardo, respectivamente.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)