Política

Deputado diz que há ‘discriminação’ de distribuição de verbas em Mato Grosso

O deputado Carlos Carlão Nascimento (PSDB) voltou a alertar o governador Blairo Maggi (PPS) sobre as possíveis discriminações da secretária de Educação, Ana Carla Muniz, em relação à distribuição de recursos para o transporte escolar para os municípios mato-grossenses.

De acordo com Carlão, o governador Maggi sempre disse que o seu governo não usaria de interferência política, por isso precisa vir a público e esclarecer o que está acontecendo com o transporte escolar em todo o estado.

Para mostrar à falta de critérios, Carlão afirmou que no ano passado Cuiabá que tem o maior número de estudantes das redes federal, estadual e municipal e das particulares recebeu R$ 350 mil para fazer o transporte. Sinop, segundo o parlamentar, que transporta mais de dois mil alunos recebeu R$ 200 mil.

Enquanto isso, o município de Rondonópolis que transportou apenas 948 alunos abocanhou R$ 1.114 milhão. Já a cidade de Jaciara recebeu algo em torno de R$ 600 mil para transportar pouco mais de mil alunos.

Segundo Carlos Carlão, a secretária não está usando critérios para fazer a distribuição dos recursos do transporte escolar. “O governo que não é político, que não trata a coisa pública de forma política, precisa esclarecer porque está havendo essas distorções”, destacou.

O parlamentar ressaltou ainda que não é contra a secretária mandar dinheiro para os municípios como Rondonópolis, mas que a distribuição dos recursos sejam feitas de forma criteriosa.

“Ana Carla veio a público para dizer que investiu em dois anos em Cuiabá cerca de R$ 275 milhões. Isso é um absurdo. As escolas da Capital estão tendo problemas até de carteiras. Como é que se investe num município que tem cerca de 80 escolas e estão em péssimas condições”, observou Carlão.

O parlamentar disse que está fazendo um novo requerimento à secretária pedindo informações sobre os trabalhos desenvolvidos em Cuiabá nesses últimos dois anos para saber onde foram aplicados os R$ 275 milhões