Política

Cúpula do PMDB estará em Mato Grosso para reestruturação do partido

A campanha nacional de recadastramento do PMDB é uma das prioridades, que a sigla pretende acelerar no período que antecede as eleições majoritárias e proporcionais de 2006. Além disso, o PMDB reafirma uma série de ações pela manutenção do passe livre que é distribuído aos alunos da rede pública de ensino em Cuiabá. A afirmação é do deputado Nataniel de Jesus, que no próximo dia 10, assume a presidência provisória da agremiação na capital.

Estão confirmadas as presenças do presidente do PMDB, deputado federal Michel Temer, o ex-governador do Rio de Janeiro e atual presidente da Fundação Ulisses Guimarães, Moreira Franco, Roberto Requião, Germano Rigoto e Joaquim Roriz (DF), que juntos, vão iniciar o processo de campanha eleitoral do presidenciável, Anthony Garotinho e demais candidaturas ao governo estadual de deputados estaduais e federais.

“O primeiro passo é incentivar novas filiações ao partido com uma campanha em nível nacional”, disse Nataniel, ao defender candidatura própria do PMDB, num possível confronto direto com o PPS do governador Blairo Maggi, que deve disputar a reeleição.

No entanto, Nataniel de Jesus, deixou clara sua insatisfação com administração municipal de Wilson Santos (PSDB) que, na avaliação do parlamentar, ainda não tomou decisão sobre o impasse entre as empresas de ônibus e o poder público, nas discussões referentes ao ônus do passe livre, cujo benefício é resultado de uma lei dos peemedebistas aprovada na Câmara de Vereadores e, até então, aplicada pela prefeitura de Cuiabá.

“Foi uma conquista nossa que não pode ser mudada. É um direito adquirido por lei. Queremos uma cidade séria que começa pela educação”, criticou o deputado.

Nataniel de Jesus avaliou, que as necessidades sociais passam primeiramente, pelo município. “As crianças podem até deixar de ir a aula por um motivo de doença, mas nunca por falta de transporte”, afirmou.

O deputado lembrou, que o prefeito de Cuiabá, Wilson Santos, ex-militante do PMDB, apoiou a aprovação do passe livre à época em que era deputado federal. “Mas um motivo para ele não deixar o passe livre acabar e atender o interesses da população”, disse.

Avaliação – sobre o relacionamento do PDMB com o PPS em nível estadual, Nataniel de Jesus, não tem dúvida de que é um dos melhores. Entretanto, pede freqüência do governo Blairo Maggi no interior e capital, relacionada às ações sociais. “Que diferença faz na panela do cidadão de baixa renda, Mato Grosso ser campeão na produção de grãos, se ele não tem saneamento, segurança e salário dígno para viver”? Questionou.

Ao rebater possíveis avaliações de que o partido esteja lançando candidatura apenas por oposição ao governo, Nataniel de Jesus ressaltou que o partido tem nomes fortes e por isso está buscando o governo nas eleições do ano que vem.

“O que escutamos é a falta de ação social do governo em diversos lugares. O PMDB vem para governar”, afirmou.