Política

Crise política faz dólar subir mais e fechar em R$ 2,37

O dólar comercial fechou cotado a R$ 2,371 para a compra e R$ 2,373 para venda, com valorização de 1,11%. A prévia da Ptax (média das cotações apuradas do dólar) ficou em R$ 2,3787.

Foi a segunda alta seguida do dólar, influenciada também pela crise políticam que hoje teve um momento crucial com o discurso do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

No mercado futuro, os contratos de dólar com vencimento em setembro fecharam a R$ 2,389, em alta de 0,64%, após 98,3 mil títulos negociados. O dólar paralelo apontou alta de 0,38%, cotado a R$ 2,53 para compra e R$ 2,63 para venda.

No turismo, a divisa era comprada a R$ 2,32 e vendida a R$ 2,46. No traveller check, a moeda trocava de mãos entre R$ 2,33 e R$ 2,43. Os setores indicaram alta de 1,23% e 1,25%, respectivamente.

No mercado de títulos da dívida soberana brasileira, a taxa de risco-País, medida pelo Embi+ do JP Morgan, indicava alta de 5,5%, aos 403 pontos. O Global-40 caía 0,13%, para 117,938% do valor de face. O C-Bond recuava 0,06%, para 101% de seu valor de face.