Política

CPI dos Medicamentos entrega relatório nesta 6ª e deve indiciar Emanuel Pinheiro

Os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Medicamentos apresentam, nesta sexta-feira, o relatório final das investigações realizadas ao longo de sete meses de trabalho. O documento será lido e votado em reunião ordinária da CPI, que será realizada a partir das 14 horas no plenário da Câmara de Cuiabá. Após a apreciação pelos membros da Comissão, o relatório será protocolado junto a Mesa Diretora, que remeterá o documento ao crivo do plenário.

De acordo com o vereador Marcus Brito (PV), o relatório final irá indiciar o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e mais de 15 pessoas. “Emanuel é o ordenador de despesa do município, então, tem sua porcentagem de culpa também. São mais de 15 indiciados, no nosso relatório, corroborando os fatos com documentos, que possam comprovar o que estamos relatando. Iremos sanar, de fato, aqueles erros do passado”, declarou o parlamentar, em entrevista ao portal Midia News.

No âmbito das investigações foram ouvidas oito pessoas, consideradas peças-chaves no processo. Tratam-se da ex-secretária de Saúde Elizeth Lúcia de Araújo, o servidor público Renault Tedesco de Carvalho, o representante legal de uma empresa farmacêutica Patric Pablo Lelis Silva, o ex-coordenador de Licitações da Secretaria de Saúde Valdir Pereira Silva, o ex-diretor financeiro da Secretaria de Saúde Oseas Machado, o gerente de contratos de aditivos da Secretaria de Saúde Taise Moreira de Almeida, o gerente de operações da farmacêutica Gustavo Henrique Matos, e o coordenador do Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá (CDMIC) Igor Miranda.

Além disso, foram analisados mais de 20 volumes de documentos encaminhados por diversos órgãos e também pelas empresas contratadas pelo município, totalizando aproximadamente 5 mil páginas. Paralelo a isso, foi feito ainda o cruzamento de dados entre notas de empenho, notas de pagamento, entrada e saída de medicamentos e demanda das unidades de saúde.

A CPI dos Medicamentos foi instaurada na câmara de Cuiabá para apurar a questão dos remédios com prazo de validade vencida encontrados no Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos da Capital. Integram a comissão os vereadores Lilo Pinheiro (PDT) como presidente, Marcus Brito Júnior (PV) como relator, e tenente-coronel Marcos Paccola (Cidadania) como membro titular.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)