Política

Colombianos conhecem zoneamento sócio-econômico-ecológico de Mato Grosso

A visita oficial do grupo ao Palácio Paiaguás, começou na manhã desta quarta-feira. No Cepromat eles foram recebidos pelo presidente Adriano Niehues e conheceram a estrutura física e operacional da empresa.

Logo a seguir o grupo seguiu para a secretaria de Planejamento onde já os aguardava o secretário Yênes Magalhães, os adjuntos de Planejamento e de Gestão Arnaldo Alves e Oscemário Daltro e a equipe técnica responsável pelo zoneamento sócio-econômico-ecológico do Estado, para uma breve apresentação do trabalho.

Na parte da tarde, os intercambianos da Colômbia, foram recebidos pelo governador Blairo Maggi, para uma visita de cortesia.

Os colombianos fazem parte de um programa de intercâmbio, promovido pela Fundação Rotária Internacional. Uma atividade educativa que ajuda a promover a compreensão mundial através da troca de experiências e conhecimentos culturais entre os povos.
Em virtude desse objetivo, os intercambianos são chamados também, de embaixadores da paz. Em Mato Grosso, a responsabilidade dessa promoção é do Rotary Internacional de Cuiabá, distrito 4440.

Luz Ângela Corsa Sarmiento, a líder do grupo, é administradora de empresas e proprietária de uma Galeria de Arte em seu País. Ela disse que é muito importante que a Colômbia seja conhecida, não pelo narcotráfico ou pelas guerrilhas, mas por ser um país exuberante e com belezas muito parecidas com as do Brasil. E que a missão deste grupo é fortalecer esses laços, deixando e levando conhecimento”.

O secretário Yênes Magalhães falou da satisfação em receber o grupo, e endossando as palavras de Luz Ângela, disse que Colômbia é um dos países de beleza cênica mais bonitos da América Latina.

Fez questão de destacar alguns aspectos do desenvolvimento do Estado. Entre eles, o de ser o maior produtor de soja do mundo, o segundo na produção algodão e o primeiro rebanho bovino do país, ressaltando que Mato Grosso ainda se encontra economicamente, no setor primário, exportando grãos e que a capacidade de crescimento até a agroindustrialização é muito grande. Lembrou ainda que Mato Grosso é o único Estado do mundo a abrigar três ecossistemas distintos.

Os integrantes do grupo são jovens profissionais das áreas de economia, administração de empresas, contabilidade e análise de sistemas. Durante a estadia no Estado, vão ter a oportunidade de conhecer vários municípios e suas manifestações culturais, artísticas e religiosas, bem como empresas que desenvolvem trabalhos ligados ao terceiro setor, entidades e Instituições filantrópicas. Já visitaram Primavera do Leste, Rondonópolis e Campo Verde. De Cuiabá, o grupo segue para Tangará da Serra.