Política

Assembleia cumpre ordem do STF e faz nova eleição; Max presidente e Botelho secretário

Os deputados estaduais elegeram, há pouco, com 2o votos, um contrário e dois brancos, o deputado Max Russi (PSB) presidente da Assembleia Legislativa nos próximos dois anos. O pleito ocorreu após o STF anular a eleição do ano passado, em ação movida pela Rede, sendo constatada a ilegalidade, com base na constituição, na então reeleição ano passado de Eduardo Botelho para presidente, Max para 1º secretário e Janaína Riva para 1ª vice-presidente.

Na eleição de hoje, os três se mantém no comando da Assembleia, em cargos diferentes. Botelho (DEM) é o 1º secretário (segundo cargo mais importante da mesa) e Janaína foi para a 2ª secretaria. O novo vice-presidente é Dilmar Dal Bosco (DEM), Wilson Santos (PSDB) o 2º vice-presidente Alan delegado Claudinei (PSC) 3º secretário e Alan Kardec (PDT) 4º secretário. O nome da chapa é “Valdir Barranco” em homenagem ao deputado petista que está internado se recuperando da Covid.

O deputado Sebastião Rezende, que tem mais idade, presidiu a sessão de eleição e explicou, inicialmente, que o pleito ocorreu por ordem do ministro Alexandre Moraes.

A votação foi secreta, em uma cabine no plenário. Paulo Roberto Araújo foi o primeiro a votar. Em seguida um a um os demais deputados preencheram as cédulas que foram colocadas em envelope e depositadas na urna. Após a apuração e anúncio do resultado, os eleitos assinaram termo de posse.

O presidente eleito, Max Russi, está no segundo mandato, foi reeleito com 35 mil votos, foi secretário da Casa Civil no governo Pedro Taques, prefeito e vereador em Jaciara (região Sul) onde começou sua carreira política.

 

 

 

Só Notícias (fotos: reprodução TV Assembleia)