Política

Aldo Rebelo é o novo presidente da Câmara dos Deputados

O ex-ministro de Lula Aldo Rebelo (PC do B) acaba de ser eleito presidente da Câmara dos Deputados. Ele recebeu 258 votos e José Thomaz Nonô (PFL-AL) 243. A diferença foi de 15 votos. A disputa foi aciradíssima desde o primeiro turno, que começou no início desta tarde. Rebelo elegeu-se, principalmente, com apoio do PT e deputado da base aliada que, nos últimos dias, foram “premiados”pelo governo com liberação de recursos de emendas com obras para seus Estados.

No discurso de posse, o novo presidente da Câmara, deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), disse que o seu maior desafio será restabelecer a confiança da população na Casa. O deputado afirmou que pretende conduzir os trabalhos abrindo mais espaço para o colégio de líderes e para os presidentes das comissões permanentes, e pediu apoio dos parlamentares para a retomada das votações. Para ele, a agenda política deve levar em conta os anseios da população. “O Brasil é um país carregado de virtudes e qualidades, mas também um país cheio de deformações, de desequilíbrios e injustiças. Cabe a essa Casa abraçar as nossas imensas potencialidades e, ao mesmo tempo, remover os obstáculos para que a nossa sociedade seja mais justa, mais igual”, disse o novo presidente.
Em um pronunciamento de onze minutos, Rebelo agradeceu o apoio dos parlamentares e a atuação de seus adversários na eleição, principalmente do deputado José Thomaz Nonô (PFL-AL), a quem convidou para sentar-se ao seu lado durante o primeiro pronunciamento.

Independência e maturidade
Para Rebelo, a eleição de hoje, que transcorreu em um clima de tranqüilidade e respeito, mostrou que a Câmara sabe agir com maturidade em momentos difíceis. “Vocês garantiram o espírito democrático da sessão e demonstraram que esta Casa é uma instituição livre, e este espaço é independente e pertence unicamente ao seu titular maior, que é o povo”, disse o novo presidente, dirigindo-se aos deputados presentes no plenário.
Logo após ter sido confirmado como novo presidente e ainda antes de tomar a posse, Aldo Rebelo foi aplaudido pelos deputados da base aliada.
Aldo Rebelo manteve-se na frente de Nonô durante quase toda a apuração. Em alguns momentos a diferença entre os dois foi de apenas um voto. Ao final, a diferença entre os dois subiu para 15 votos. O mandato do novo presidente vai até fevereiro de 2007.