Política

Ações sociais do governo do Estado são questionadas por deputados

Os deputados Ságuas Moraes (PT) e Carlos Carlão Nascimento (PSDB) divergem de opiniões quando o assunto é a divulgação das ações sociais do governo Blairo Maggi (PPS), que vem sendo amplamente divulgado na mídia local e nacional.

De acordo com Ságuas Moraes (PT), os trabalhos desenvolvidos têm que ser divulgados o tempo todo e não apenas em determinados momentos do governo, seja ele qual for. Enquanto isso, Carlão afirma que a intenção do governo é confundir a cabeça do povo mato-grossense.

Um dos exemplos citados pelo deputado Ságuas que o governo vem realizando no setor social é a construção de casas populares em quase todo o estado.
“A habitação é um investimento social, porque em praticamente todos os municípios o governo tem agido e construídos centenas de casas populares. Além desse beneficio são os cursos de qualificação profissional disponibilizados à população carente, mas não é divulgado como deveria”.  

Já na infra-estrutura, segundo Ságuas, é o ponto forte do governo. Enquanto no setor da saúde, o parlamentar disse que a administração estadual tem feito investimentos importantes, como na rede física construindo pequenos hospitais. Porém, na segurança houve avanço apenas nos dois primeiros anos.

“Hoje a segurança passa por várias dificuldades. Falta estrutura de equipamento, de pessoal, o governo tem muito o que fazer. Na educação, o governo pecou quando alterou a Lopeb, diferenciando o salário da categoria”, destacou Ságuas Moraes.

Na contra-mão de seu colega de Parlamento, Carlos Carlão Nascimento afirma que o governo somente está agindo na área de infra-estrutura, mas graças ao Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab).

“Ando todo o estado e não vejo outro tipo de investimento a não ser na infra-estrutura e na habitação. No setor da segurança, quando não tem verba do Fethab, tem recursos federais. Imagino o governo como seria se não fosse o dinheiro do fundo”, disse.

Para Carlão, a administração Maggi na área social tem sido um desastre. “Os programas sociais não existem. É um governo que governa para poucos. Dá preferência aos produtores de soja. É um governo que deixa muito a desejar. Lamento que um governo que faz tanta propaganda seja ineficiente”, disse.

Segundo o parlamentar, as propagandas veiculadas pela mídia têm um objetivo de enganar a população e visa apenas a eleição de 2006. “Para se ter idéia, o governo divulga um informe que o governo está beneficiando 200 mil pessoas no estado com a energia. Ele não cumpriu a promessa de campanha de reduzir o ICMS da energia e nem do telefone. Mas pela propaganda dá a entender que o governo reduziu o imposto da energia, o que não é verdade”, destacou Carlão.