Polícia

Sorriso: trio é preso com armas, camisetas falsas da polícia e pode ter envolvimento em roubo de agrotóxicos

Policiais militares acabaram de prender dois homens e uma mulher acusados de envolvimento com a quadrilha de roubo de agrotóxicos, presa hoje à tarde, em Vera (85 km de Sorriso) e apreenderam três espingardas calibre 12, 22 e uma adaptada 380, além de simulacro. Eles haviam recebido denúncia que os suspeitos estavam em um bairro e encontraram um dirigindo a caminhonete Ford Ranger prata. Quando viu os policiais, um deles  passou a fugir em alta velocidade e na rua Porto Alegre jogou algumas armas, continuou a fuga, por pouco não causou acidentes, acabou parando a caminhonete, na rua Bené, e se entregou.

Em seguida, ele foi até uma residência onde estavam uma mulher, que alega ser moradora de Sinop, e outro homem que reside em Sorriso. Foram apreendidos camisetas falsificadas que seriam policiais civis no Estado no Rio Grande do Sul e  uma “língua de sogra” usada para amarrar pessoas, além de camisetas que os criminosos usariam e se passariam por policiais.

O sargento Jodacir, da PM, disse que eles alegaram que usariam as armas em fazendas. “Mas não condiz  (com a realidade)” e “há grande possibilidade (deles estarem envolvidos com os presos hoje em Vera) porque a moça falou ter parentesco com um dos que foi preso naquele roubo de defensivos”.

Os três foram encaminhados à delegacia municipal de Polícia Civil e vão depor nesta quinta-feira. Não foram mencionados mais detalhes da ação desta noite.

Além dos sete presos em Vera, conforme Só Notícias já informou, foi apreendido um caminhão com os defensivos escondidos em tambores de 200 litros. O motorista alegou que não sabia qual era a carga. O valor do roubo não foi estimado e, geralmente, são produtos caros.

 

Só Notícias (foto: Só Notícias/Lucas Torres)