Polícia

Sorriso: polícia fecha creche que desrespeitou quarentena do Covid-19 e estava funcionando

Uma creche clandestina, que desrespeitou a quarentena devido à pandemia de Coronavírus e estava funcionando foi fechada, ontem, pela Polícia Civil, Núcleo Integrado de Fiscalização (NIF) da prefeitura e Órgão de Defesa do Consumidor (Procon). O Conselho Tutelar foi acionado para entregar as crianças aos responsáveis.

A fiscalização foi feita após denúncia informando que o local estava funcionado de forma clandestina. A polícia encontrou a estrutura montada para receber crianças e a proprietária disse que já havia dado entrada nos documentos necessários na prefeitura, mas ainda não havia conseguido.

Já sobre o enfrentamento da pandemia onde escolas e creches estão proibidas de funcionar, a proprietária alegou que atendeu pedidos dos pais, que não tinham onde deixar os filhos.

Na última semana, conforme Só Notícias já informou, o Núcleo Integrado de Fiscalização fechou sete locais que atendiam como creches clandestinas  e foram denunciadas por estarem exercendo a função ilegalmente. Segundo o coordenador do NIF, Reinaldo Nunes, não havia crianças no local, por isso, os responsáveis não serão penalizados, entretanto, foram orientados a não abrir mais ou procurar os meios legais para se regularizarem.

“Nós recebemos essas demandas, fiscalizamos sete pontos, nesses pontos realmente eram locais que cuidavam de crianças, mas sem autorização do poder público para funcionamento. Em nenhum dos locais encontramos crianças, todos estavam fechados. A população que não encaminhe seus filhos para essas creches clandestinas. Se a escola que funciona com todo controle, com profissionais habilitados não estão autorizadas a abrir (por causa da pandemia) ainda mais locais que não tem autorização”, explicou.

Só Notícias/David Murba