Polícia

Soldado da Polícia Militar é assassinado a tiros no Nortão; dois são presos

O soldado da PM, Moshe Dayan Simão Kaveski, 28 anos, foi morto com pelo menos quatro tiros, no portão da residência dele, em União do Norte, que é distrito de Peixoto de Azevedo (197 quilômetros de Sinop), ontem à noite. De acordo com o boletim de ocorrência, os disparos foram feitos com uma pistola calibre 380 e atingiram a cabeça e o abdômen do policial que acabou falecendo ainda no local.

A versão investigada é que o soldado e a esposa dele estavam em um bar e ao chegarem em casa em uma motocicleta (marca e modelo não infomados), ela desceu para abrir o portão e, neste momento, a vítima foi abordada e baleada. Também consta no boletim de ocorrência que houve contradições nas versões narradas pela mulher. Em um primeiro momento, ela afirmou que era apenas uma pessoa e depois mudou o depoimento e apontou que a abordagem foi feita por dois suspeitos. Além disso, uma testemunha afirmou que vítima havia entregado a arma dele para a esposa antes deles saírem do estabelecimento.

Devido as contradições apresentadas a mulher foi detida. Os policiais também conseguiram descobrir a localização do outro suspeito que possivelmente tenha envolvimento na morte do soldado. O acusado e esposa da vítima foram encaminhadas à delegacia de Polícia Civil de Peixoto de Azevedo.

De acordo com um coronel da PM, ambos devem passar por exame residuográfico nas mãos para detectar a presença de algum tipo fragmento metálico para saber quais dos dois efetuou os disparos que matou Kaveski.

O corpo do policial foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Guarantã do Norte para exames de necropsia. Ainda não se sabe o local e data do sepultamento.

O 15º Comando Regional da Polícia Militar lamentou a morte do soltado Kaveski, que trabalhava na unidade policial de União do Norte. O comandante adjunto da PM de Peixoto, tenente coronel Jonas Puziol, está acompanhando pessoalmente o caso.

Moshe Kaveski ingressou na PM há 4 anos. Eles se formou na 29ª turma do primeiro curso de soldado da Escola Superior de Formação e Aperfeiçoamento de Praça (Esfap) da PMMT com graduação em Tecnólogo em Segurança Pública.

 

(Atualizada às 10h51)