Polícia

Sinop: mãe e filha foram mortas a marteladas e polícia descarta estupros

Crueldade e selvageria sem limites são os requintes dos assassinatos da dona de casa Silvia Bertolazi (foto), 40 anos, e sua filha Renata, 12 anos, hoje à tarde, na casa delas, na rua das Seringueiras, Jardim Botânico. Ambas foram assassinadas a marteladas e facadas.
Silvia levou um golpe de martelo próximo ao olho esquerdo e pelo menos um na cabeça, além de ter sido esfaqueada. Só Notícias obteve a confirmação, em primeira mão, que a adolescente também levou um golpe na face e, no abdômen, pelo menos 5 golpes de faca. “Mas as duas morreram de traumatismo craniano em decorrência das marteladas. As facadas não chegaram a atingir órgãos vitais”, confirmou uma fonte. O filho caçula, de 5 anos, também levou uma martelada na cabeça e acabou desmaiando. Ele foi socorrido pela filha mais velha de Silvia, que é casada, e que foi visitá-la quando se deparou com a tragédia. O garotinho foi hospitalizado e passa bem.

“Estupro está descartado”, confirmou a delegada regional, Fátima Moggi. O assassino também não furtou nada da casa. “Estamos buscando mais informações, pedindo colaboração da sociedade para elucidar este crime. Não queremos falar em hipóteses sobre a motivação. Vamos nos concentrar nas investigações para elucidar o quanto este crime e colocar na cadeia o assassino”, afirmou, ao Só Notícias. Inicialmente, a polícia cogitou que a mãe e filha pudessem ter sido vítimas de um maníaco estuprador.

A Polícia Civil ouvi alguns depoimentos nesta quinta-feira à tarde e à noite para descobrir o autor dos homicídios. O martelo e a faca usados nos crimes foram apreendidos. A polícia ainda prefere não apontar hipóteses para os homicídios, mas vingança não estaria descartada. Silvia estava morando sozinha com os filhos.

Silvia teria tido 3 casamentos. O primeiro foi com um empresário em Sinop, há cerca de 20 anos. Na época, ela residia em Terra Nova do Norte. O segundo casamento foi com um policial em Sinop com quem teve a filha Renata.

Corpos de mãe e filha serão velados na capela Sauer e o sepultamento está confirmado para às 16:00hs, em Sinop

(Atualizada às 09:01hs em 16/02/07)
Leia mais:
Polícia reforça investigações para prender assassino de mãe e filha em Sinop
Polícia de Sinop procura assassino de mãe e filha
Mãe e filha assassinadas em Sinop; jovem era filha de policial