Polícia

Quatro mortos em tiroteio com a polícia de Mato Grosso eram traficantes; dois bolivianos

Um dos quatro mortos, domingo, no tiroteio entre policiais e traficantes nas proximidades do Rio Jauru, em Cáceres (228 km de Cuiabá) era boliviano e teve um irmão morto, em troca de tiros com a polícia, há cerca de 40 dias, também em ação contra o tráfico, quando mais três morreram.

A polícia também informa que o segundo envolvido era envolvido com  tráfico de drogas e homicídio, o terceiro estava era foragido de presídio e procurado pela polícia também por envolvimento com drogas. O quarto morto era boliviano.

Conforme Só Notícias já informou, o confronto foi com equipes do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) da Polícia Militar e a Delegacia Especial de Fronteira (Defron) no combate ao tráfico na fronteira entre Brasil e Bolívia. O local é conhecido pela travessia de “mulas humanas”, que fazem o transporte de drogas de um país a outro.

Eles foram vistos carregando mochilas, ignoraram o sinal de advertência da equipe e atiraram contra os policiais, que revidaram. Após cessar o conflito, os operadores de fronteira fizeram a varredura local e encontraram os suspeitos caídos, que foram socorridos e encaminhados à unidade hospitalar, onde morreram.

Foram encontrados 90kg de substância análoga a pasta base de cocaína, 3,2kg de cloridrato de cocaína; 5kg de ácido bórico, alimentos, dois revólveres calibre38, uma pistola calibre 9mm e uma pistola 22.

A estimativa é que a droga apreendida seria vendida por R$ 2 milhões.

 

Só Notícias (foto: assessoria)