quinta-feira, 18/julho/2024
PUBLICIDADE

Preso no Médio Norte suspeito de assassinar mulher e arrastar corpo em Sinop

PUBLICIDADE
Só Notícias/Kelvin Ramirez (fotos: divulgação e assessoria - atualizada 20:17h)

Acaba de ser preso, no município de Nova Maringá (370 quilômetros de Cuiabá), Wellington Honorato dos Santos, principal suspeito de matar Bruna de Oliveira, de 24 anos, e arrastar o corpo dela com uma moto, ontem à noite, no bairro Primaveras em Sinop. As investigações são conduzidas pela delegada Renata Evangelista e a equipe policial conseguiu informações de que o criminoso, de 32 anos, estaria escondido no município do Médio Norte.

O delegado Rafael Guerra explicou que foi acionado pela Polícia Civil de Sinop e definiu uma equipe para ir de São José do Rio Claro até Nova Maringá, onde a prisão foi efetuada. “Uma resposta rápida. Uma pessoa que precisa responder pela crueldade e pela falta de humanidade do que fez. Aquilo a gente não tem uma palavra para definir. Uma pessoa ter coragem de tratar outro ser humano daquela forma”, disse Guerra, ao News MT.

Segundo ele, a expectativa é que o suspeito, que está na delegacia de São José do Rio Claro, seja encaminhado para Sinop ainda nesta segunda-feira. O delegado ainda afirmou que não há informações sobre a motivação. “É um crime que foi feito fora daqui e não estava no nosso radar de investigação. Hoje, recebemos a informação de que ele teria vindo para a área de nossa cidade. Terminados os levantamentos, eu determinei que os investigadores fossem até Nova Maringá e efetuassem a prisão”, concluiu.

Conforme Só Notícias já informou, o corpo de Bruna será velado nesta terça-feira, a partir das 2h30, na capela anexada ao cemitério municipal. O sepultamento da jovem está previsto para 8h30, conforme a funerária Luz e Vida. Ela foi assassinada em uma quitinete na rua dos Biris, no bairro Primaveras.

Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Civil, familiares da vítima registraram neste domingo o desaparecimento dela. Conforme o irmão de Bruna, ela havia saído com o suspeito, no sábado, e desde então não foi mais vista. Ele alegou que chegou a ligar para suspeito do crime, o qual afirmou ter deixado ela em casa por volta das 22 horas.

Entretanto, desconfiado, o irmão foi até a quitinete do suspeito, constatou que ele havia se mudado e encontrou marcas de sangue no local. Posteriormente localizou o corpo da jovem em uma vala às margens da rua das Orquídeas, cerca de três quadra da quitinete, já no período da noite. Imagens registradas por câmeras de segurança, por volta das 4h55, mostraram o momento em que o criminoso deixa o conjunto de quitinetes de moto, arrastando o corpo da mulher com uma corrente fechada com um cadeado.

O perito André Fúrio, que analisou a quitinete e o local onde a vítima foi levada, confirmou que a jovem apresentava ferimentos por arma branca. “O crime é bárbaro por causa do arrastamento. Na verdade, um esgorjamento por arma branca, depois ele passou a corrente no pescoço e arrastou por três quadras. Aí desovou o corpo na matinha da reserva florestal”, acrescentou.

Receba em seu WhatsApp informações publicadas em Só Notícias. Clique aqui. 

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Venezuelano acusado de assassinato é preso em Mato Grosso

Investigadores da Polícia Civil de Mato Grosso e Goiás...

Polícia Militar impede ocupação ilegal de área pública em Mato Grosso

Policiais militares frustraram uma tentativa de invasão a uma...

Dois são detidos suspeitos de envolvimento em assassinato no Nortão

Um adulto foi preso e um adolescente apreendido em...
PUBLICIDADE