Polícia

Preso 2º ladrão de agrotóxicos que foi baleado ontem em Lucas do Rio Verde; comparsa morreu

O delegado Frederico Murta, do GCCO – Grupo de Apoio e Combate ao Crime Organizado  – confirmou, há pouco, que foi preso, esta manhã, em Lucas do Rio Verde o segundo integrante da quadrilha que roubava defensivos agrícolas na região. Ele foi baleado no pé, ontem à noite, conseguiu fugir do cerco e voltou ao hotel onde estava com os comparsas – um deles morreu no tiroteio, outro foi baleado e levado ao hospital. Dois estão foragidos. O policial baleado, foi medicado e teve alta.

“Foi possível identificar o terceiro envolvido que fugiu do cerco, ontem, ele foi baleado no pé e preso hoje no mesmo hotel onde estava aguardando resgate. Os policiais civis conseguiram localizar ele hoje de manhã”. “Durante a madrugada uma pessoa que participou da remoção dos veículos (carregados com agrotóxicos roubados) nos procurou dizendo que teria sido rendida na rua, por indivíduos armados, em duas motocicletas, querendo saber onde teriam sido levados os defensivos que iriam resgatar o material. Pressionaram, ameaçaram ele e procurou a delegacia e registrou a ocorrência. Reforçamos a segurança da delegacia porque ninguém vai tirar nada daqui”, disse o delegado.

Ainda de acordo com Luciano, a quadrilha tem 15 integrantes, “todos já identificados. Na ação de ontem eram 5 na abordagem, dois foram presos e um veio a óbito e outros dois já foram identificados e as equipes estão no encalço para localizá-los”. Parte dos integrantes é de Cuiabá, Nobres e Diamantino.

Conforme Só Notícias já informou, o tiroteio foi na rua Tangará, bairro Parque das Emas, quando policiais civis foram abordar a quadrilha que estava tirando galões de defensivos roubados de um caminhão furgão e colocando em caminhonetes. No tiroteio, dois criminosos entraram em uma caminhonete Ford Ranger vermelha, placas de Cuiabá, continuaram atirando, foram alvejados e perderam o controle do veículo derrubando parte do muro e da parede de uma casa. Um morreu no local e o outro foi encaminhado ao hospital. Os comparsas conseguiram fugir por uma mata e as buscas continuam. A polícia apurou que os criminosos são de Cuiabá, Nobres e Diamantino.

Não foi informada a quantidade de agrotóxicos recuperado pela polícia que investiga onde a quadrilha venderia os produtos que estão em galões. Mas o carregamento recuperado tem valor expressivo. O delegado disse que a GCCO tem trabalhado juntamente com as delegacias de Lucas do Rio Verde, Sorriso, Sinop para identificar ladrões que invadem fazenda e levam agrotóxicos.

Só Notícias/Editoria com Altair Anderli, de Lucas do Rio Verde (fotos: Só Notícias)