Polícia

Polícia tem pistas de bando que fez seqüestro relâmpago em Sinop

A polícia tem algumas pistas do bando que fez um seqüestro relâmpago no domingo à noite, em Sinop, e acabou roubado a caminhonete Toyota Hillux prata, do empresário e técnico agrícola Joaquim Ferreira Lima. Os bandidos teriam fugido para o Pará. A caminhonete teria sido vista ontem, em Guarantã do Norte. Quando saíram da casa de Joaquim, na rua das Amoreiras (centro) eles disseram que, quando chegassem em Sorriso ligariam para a polícia soltá-los. Mas era uma versão, deixada para as vítimas, para confundir a polícia. Conforme Só Notícias já informou, Joaquim, a esposa e dois filhos ficaram amarrados no banheiro enquanto eles fugiram. Antes, passaram mais de 5 horas sob poder dos bandidos, que estavam armados com uma escopeta, revólveres e facas.

Joaquim foi obrigado a ir com dois ladrões até caixas eletrônicos em dois postos de combustível para sacar dinheiro. Outros bandidos ficaram na casa vigiando os familiares. Ele tinha R$ 200 em casa obrigaram o empresário a acompanhá-los nos caixas para fazer saques. Joaquim disse, agora há pouco, ao Só Notícias, que as retiradas foram pequenas e chegaram a aproximadamente R$ 200. “Mas eles levaram produtos eletroeletrônicos como filmadora, som, máquina fotográfica, dvd, vídeo cassete, monitor de computador, roupas e relógios”, disse. Ele avaliou em R$ 8 mil a quantidade de objetos roubados.

Joaquim disse que passou momentos horríveis sob a mira de armas e forte pressão psicológica. “Estou surpreso e jamais pensei em ter uma experiência dessgradável como esta”, descreveu.