Polícia

Polícia prepara arrastão em Sinop

Desde ontem policias militares do Comando de Policiamento de Área (CPA) de Sinop e do Comando de Operações Táticas de Alto Risco (Cotar) estão realizando a “operação saturação” no município com objetivo de conter a ação de criminosos.

O comandante do COTAR, major Antônio Mário Ibanez Filho, relatou que a operação deve durar 30 dias. “Esta é mais uma estratégia do Comando Regional Norte que está abrindo mão do COTAR, para apoiar o Comando de Policiamento de Sinop, no intuito de reduzir os índices de criminalidade”, disse. O número de assaltos nos últimos 20 dias em Sinop tem sido assustador. Há poucos dias, um empresário foi vítima de latrocínio.

Para realizar os trabalhos os comandos também estão utilizando um helicóptero, cedido pela regional do Ibama de Sinop, possibilitando o uso do rádio patrulhamento e facilitando a localização dos delitos, como assaltos, furtos, brigas, entre outros.

Esta é uma das ações da PM no município. Outra novidade que já está sendo implantada em Sinop é a utilização de cães farejadores pelo COTAR. Ibanez citou que já estão treinando alguns cães e o objetivo é em implantar um canil no município. “O canil de Cuiabá está sendo desativado e vamos tentar trazer os cães para Sinop”, enfatizou.

O COTAR, que foi criado no mês de setembro, é formado por um grupo de policias e bombeiros, treinados para atuar em crimes de alto risco, como seqüestros, rebeliões em presídios e assaltos à bancos. Além de Sinop, o comando também atuará nos 36 municípios que pertencem ao Regional Norte.