Polícia

Polícia prende em Mato Grosso investigado por estupro de enteada com necessidades especiais

Os policiais da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres (219 quilômetros de Cuiabá) cumpriram hoje, um mandado de prisão preventiva contra um líder religioso investigado por estupro de vulnerável, a enteada do suspeito, de 21 anos, que tem necessidades especiais. A confirmação foi feita pela assessoria da Polícia Civil. Não foi informado de qual congregação ele é.

De acordo com as investigações , ele se valia da condição de saúde e da vulnerabilidade da vítima para cometer o abuso. A Polícia Civil começou a investigar o caso há duas semanas, após a mãe da vítima procurar a delegacia. Conforme a apuração, irmãs da vítima flagraram o padrasto, de 59 anos, mantendo relação sexual, durante a madrugada, e contaram sobre o fato à mãe delas. A vítima afirmou que os abusos ocorreram por diversas vezes e, principalmente, durante à noite, enquanto todos dormiam.

A mãe contou à delegada Judá Maali Marcondes que chegou a questionar o suspeito e ele não se explicou, apenas saiu da casa. Na delegacia, após ser preso, alegou que confundiu a enteada com sua esposa, pois segundo ele, ambas tem o mesmo tipo de corpo.

Laudos periciais solicitados comprovaram o abuso sexual e com base nas provas, a delegada representou à justiça pela prisão preventiva do investigado. Ele foi encaminhado para a unidade prisional de Cáceres, onde permanece à disposição da justiça.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)