Polícia

Polícia Militar do Médio Norte apreendeu 177 armas de fogo neste ano

177 armas de fogos foram tiradas de circulação pela Polícia Militar do Comando Regional VII- Médio Norte. A maioria dessas armas foi apreendida em operações de policiamento ostensivo, realizadas de janeiro a setembro deste ano. Segundo o 1º Tenente PM Noelson, coordenador de Operações e Estatísticas do Comando VII, esse resultado só trás benefícios para a população.

“São 177 armas que não estão mais em circulação. A constância desses números representa que a Polícia Militar do Médio Norte está cumprindo com o seu papel”, destacou o Tenente, ressaltando que assim que os números de outubro ficarem prontos, provavelmente será ultrapassado a marca de 200 armas de fogo apreendidas.

Outro ponto levantado pelo Tenente Noelson é o fato de que algumas dessas armas foram apreendidas com cidadãos transgressores da lei. “Retiramos de circulação muitas armas que estavam sendo utilizadas em roubos. Aqui em Tangará da Serra, por exemplo, somente nos dois últimos meses apreendemos mais de três armas que foram usadas com esse fim”, frisou o Tenente, ressaltando que com essas ações é possível levar mais tranqüilidade para a comunidade.

Segundo o Tenente, a apreensão dessas armas está dentro do plano de trabalho do Coronel PM Victor Hugo Metello de Siqueira, Comandante Regional VII. “O comandante deixou muito claro quando chegou nesse Comando que a meta era levar até o cidadão de bem a tão desejada tranqüilidade e segurança”, contou o Tenente, dizendo ainda que com essas ações será possível atingir essa meta.

Em Tangará da Serra foram apreendidas de Janeiro até setembro deste ano, 35 armas de fogo, entre revólveres, pistolas e espingardas. O mês com maior número de apreensão foram maio e agosto com oito armas cada mês. Em toda a regional os meses de maior apreensão foram junho e julho com 27 armas cada. A região do Médio Norte com maior número de apreensões foi a de Juína com 63 armas de um total de 177 armas de todo o Comando VII.