Polícia

Polícia faz revista na cadeia de Sinop e apreende objetos

Na última sexta-feira, os agentes da cadeia de Sinop fizeram uma revista nas 9 celas. Muitos objetos que podem facilitar fugas e violência entre os próprios detentos foram apreendidos. Lixas de parede, giletes de barbear, antenas de rádio, facas artesanais, isqueiros, cortadores de unhas, canetas, colares, anéis, lâmpadas, cordas, objetos cortantes de madeira e plástico, fios de cobre, metais de cinto, espelhos, linha de arame de caderno, pequenos motores de aparelhos eletroeletrônicos e até pó de serra.

Os 130 detentos foram revistados e roupas que facilitam a camuflagem de objetos também foram apreendidas. A cadeia ainda abriga 5 mulheres detentas e 13 adolescentes no CEIA (Centro Integrado de Adolescentes). Mesmo após a revista, aconteceram duas fugas.

Fernando Ferreira Proença, de 34 anos, acusado de roubar uma arma de um policial militar de Sinop e de vários furtos pode ter escapado do CEIA, ontem. Ele estava preso desde 31 de agosto de 2004, tinha várias passagens pela polícia e trabalhava na montagem de quadros de bicicletas. Evani Teixeira dos Santos, 34 anos, fugiu por volta das 17:00h. Ela pediu para usar o telefone, que fica na recepção da cadeia. Em um descuido dos agentes que tomavam conta dela, saiu correndo e tomou rumo ignorado.

Nem um dos fugitivos foram recuperados até o momento.