Polícia

Polícia Civil prende membros de facção envolvidos com tráfico de drogas e homicídios em Nova Mutum e mais duas cidades

Sete mandados judiciais contra integrantes de uma facção criminosa foram cumpridos, hoje, na operação 'Areia Escarlate', deflagrada pela Polícia Judiciária Civil de Arenápolis (258 km de Cuiabá), com objetivo de combater crimes de tráfico de drogas e homicídios no município e região. As ordens judiciais, sendo três mandados de prisão preventiva e quatro de busca e apreensão, foram decretadas com base em investigações da delegacia de Arenápolis sobre o comércio de entorpecentes. Os mandados foram cumpridos no município e nas cidades de Nortelândia e Nova Mutum.

A ação resultou na prisão preventiva de um homem em Nova Mutum e dois em Nortelândia, acusados dos crimes de tráfico de drogas, associação criminosa e posse ilegal de arma de fogo. As investigações apontaram os suspeitos como membros de um grupo criminoso atuante no Estado e que estavam envolvidos com o tráfico de drogas e homicídios na região. Segundo as investigações, um dos acusados era responsável por fazer a contabilidade do grupo criminoso, assim como o recolhimento de “contribuições” das bocas de fumo do município e região, para a facção.

De acordo com o delegado, José Ricardo Garcia Bruno, além do envolvimento com o comércio de entorpecentes, há fundadas suspeitas da participação dos acusados em homicídios de membros de facções rivais. “Foi descoberto que eles ainda planejavam diversos outros homicídios, entre eles, a morte de um agente penitenciário”, disse o delegado.

Participaram da ação as equipes de policiais civis da delegacia de Arenápolis, Nortelândia, Nova Mutum, Santo Afonso e Nova Marilândia, além da equipe do Grupo Armada de Resposta Rápida (Garra) de Nova Mutum. As informações são da assessoria.