Polícia

PM é detido em Sinop e comando apura denúncias de suposta tentativa de assalto

O tenente-coronel Gley Alves disse hoje ao Só Notícias que está sendo investigada a denúncia contra o soldado Valdeci Liau, que foi acusado, pelo empresario Valter Gomes de Amorin, 53 anos, de tentativa de assalto no último domingo à noite. Amorin diz que o policial teria abordado ele e amigos, quando retornavam de um baile em um balneário no Alto da Glória. Ele, Gelson Antônio Schimit, 42 anos, duas mulheres e uma criança estavam no veículo.

Conforme e denúncia, quando eles passavam em um quebra-molas na BR-163, Valdeci, que estava em uma moto C100 Biz, placa JZM 9538, encostou no veículo e supostamente teria apontando um revólver e que eles parassem. Valter também relata que pediu para Gelson não parar o carro e seguindo até a rua Colonizador Enio Pipino. Mas o acusado teria seguido novamente o veículo fazendo os parar.
Gelson teria saído correndo, e Valter disse que, ao descer do carro, segurou no cano do revólver que o policial apontava para ele, entrando em luta corporal. Devido o tumulto, várias pessoas pararam no local e acionaram a polícia, que fez a detenção de Liau.

Conforme o tenente-coronel, o soldado acusado está preso no Comando Regional da PM aguardando o término do processo, ou o habeas corpus. Também ressalta que a arma que estava com o policial, era de propriedade do soldado, mas até o momento não foi apresentado o registro de porte. O tenente-coronel também salienta que deve ser aberta uma sindicância para apurar a parte administrativa, e “se for comprovado o fato, pode ser afastado e excluído da Polícia Militar”, conclui.