Polícia

PF faz operação contra organização que patrocinou campanha de candidato a vereador em Mato Grosso

A Polícia Federal de Barra do Garças deflagrou, hoje, a operação Segundo Caminho, com o intuito de apurar a participação de integrantes de uma organização criminosa que patrocinou a candidatura de um dos alvos ao cargo de vereador nas eleição no município, em 2020. Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventiva, em Barra, Rondonópolis, Cuiabá e Várzea Grande.

A ação, que um é desdobramento da operação Captura de Estado, deflagrada pela Polícia Federal de Barra do Garças em 2020, apurou a atuação de suspeitos que cometiam crimes afim de financiar uma facção criminosa atuante a região do Vale do Araguaia em razão de suas atividades ilícitas, pratica delitos conexos previstos na lei de lavagem de capitais, de drogas e no Código Penal. Quando somadas, as penas máximas de tais delitos superam 20 anos de reclusão.

Devido a investigação envolver uma facção criminosa, a Polícia Federal utilizou também três cães farejadores durante as buscas. O Grupo de Pronta Intervenção também deu apoio.

O nome da operação é referente a declaração de um dos alvos que afirmou que no mundo do crime existem três caminhos: a igreja, a prisão ou a morte.

Redação Só Notícias (fotos: assessoria)