Polícia

Motorista diz à Polícia Civil em Sinop que teve CNH e carreta clonados

Um homem de 35 anos procurou a Polícia Civil, neste final de semana, alegando ter sido vítima do crime de falsidade ideológica. Segundo registrado em boletim de ocorrência, alguém clonou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e a carreta Volvo FH12, que ele usa para trabalhar.

De acordo com o caminhoneiro, na última quinta-feira (18), uma pessoa, afirmando ser de uma transportadora em Goiás, entrou em contato, por telefone, e informou que um homem havia se passado por ele e pegado uma carga com destino a São Paulo. A empresa, segundo a vítima, ainda encaminhou fotos da CNH adulterada e do suspeito em frente ao caminhão com a placa clonada, feitas durante o cadastro na transportadora.

O motorista, que trabalha com transporte de grãos e é morador de Mariópolis, no Paraná, disse ainda que o acusado apresentou o endereço de uma terceira pessoa. Ele alegou também que, por causa da situação, está impedido de carregar nas transportadoras.

O caso será investigado pela Polícia Civil.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo/arquivo)