Polícia

Moradora de Sinop tem conta bancária invadida e perde mais de R$ 8,1 mil

Uma moradora do bairro Jardim Europa, procurou a delegacia de Polícia Civil, ontem à noite, informando que um estelionatário conseguiu causar um prejuízo de R$ 8,1 mil, na sua conta bancária. De acordo com o documento policial, ela foi alertada pelo próprio banco sobre as transações ilegais.

Segundo o boletim de ocorrência, ela recebeu uma ligação da agência requisitando a confirmação para uma compra feita em um estabelecimento de R$ 2,2 mil. Após informar que não havia comprado nada, foi recomendado que cancelasse os cartões imediatamente.

Foram retirados R$ 435 da conta poupança e feitas diversas transferências na modalidade PIX — sendo duas nos valores de R$ 2 mil, uma de R$ 530, outra de R$ 470 e a última de R$ 2,7 mil.

De acordo com a vítima, foi feito o procedimento de crédito direto ao consumido, que se trata da contratação de uma linha de crédito pré-aprovado que disponibiliza um determinado valor na conta, sem burocracia.

Em outro caso, um homem, morador do bairro Jardim Umuarama II, na avenida, Júlio Cesar Pasin também procurou a polícia em Sinop, ontem, informando que foi vítima de um golpe durante a compra de um produto na internet.

Conforme o boletim de ocorrência, ele teria anunciado a procura por uma roupa de proteção para pilotos em um grupo do Facebook. O suspeito lhe informou que teria produto e pediu por um PIX de R$ 150 em pagamento.

Porém, relatou que o acusado não respondeu mais as mensagens de texto e ligações. Os casos serão investigados pela Polícia Civil.

Conforme Só Notícias já informou,  um idoso, de 71 anos, morador da rua D1, no bairro Setor Residencial Norte, esteve na delegacia da Polícia Civil, ontem, denunciando que foi vítima de um golpe nas redes sociais pelo suspeito que se passou por sua filha. Segundo o documento policial, ele só constatou a fraude quando ligou para ela.

Redação Só Notícias (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo/arquivo)