Polícia

Mais de meia tonelada de drogas foi apreendida em Sinop; “enfrentamento direto ao crime”, diz comandante

O balanço divulgado pelo 11ª Batalhão de Polícia Militar aponta que apenas no primeiro semestre do ano, já foram apreendidos 508,33 quilos de drogas, de diversos tipos, em várias abordagens e operações realizadas no município. Nos seis primeiros meses foram 127 boletins de tráfico de drogas registrados pelos militares.

Em todo o 3º Comando Regional que é formado por Sinop, Sorriso, Vera, Cláudia, Feliz Natal, União do Sul, Santa Carmem, Nova Ubiratã, Ipiranga do Norte e Boa Esperança do Norte foram apreendidos 551, 6 quilos de drogas e registrados 214 boletins de ocorrência por tráfico de drogas.

O tenente-coronel e comandante do 11º Batalhão de Sinop, Pedro Miguel de Sousa, disse, em entrevista, ao Só Notícias que “esse é o foco do trabalho desenvolvido pelo comandante regional e, desde 2020, estamos focados na apreensão de entorpecentes, já que a droga é o que movimenta os demais crimes, tanto roubo, homicídio, furtos que são praticados pelo tráfico de drogas, para fomentar”.

O comandante destacou ainda que “estamos reforçando nosso setor de inteligência e temos policiais focados no levantamento de informações e nas abordagens em pessoas específicas que já sabemos que tem envolvimento com o tráfico. Ano passado, por exemplo, chegamos a quase 800 quilos só no primeiro semestre, em Sinop. É um trabalho diferenciado que está sendo feito, com isso os resultados”.

O número, segundo o comandante mostra o enfrentamento que está sendo feito em frente as organizações criminosas que atuam no município. “Quando se fala em crime organizado podemos visualizar que em Sinop está sendo feito o combate pela Polícia Militar a altura. Estamos buscando retirar o maior número de drogas de circulação, fazer apreensão de armas e evitar que essas organizações se estruturem e possam praticar mais crimes”.

Ontem, conforme Só Notícias já informou, a polícia apreendeu cerca de 150 quilos de maconha, em uma residência no bairro Vila Mariana. O local estava fechado e a suspeita é de que fosse utilizado apenas como depósito do entorpecente.

Só Notícias/David Murba (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo)