domingo, 26/maio/2024
PUBLICIDADE

Lucas: polícia recebe laudo preliminar sobre mulher que morreu carbonizada

PUBLICIDADE

O delegado de Polícia Civil de Lucas do Rio Verde, Marcelo Torhacs, recebeu laudo preliminar e não conclusivo, sobre a morte da jovem Eloisa Madalena Ferreira, 22 anos. Ela foi encontrada carbonizada dentro da casa onde morava, no Jardim Primaveras, em 29 de julho. O documento assinado por um médico legista de Sorriso aponta que ela teria inalado gases tóxicos antes de morrer. “Esses vestígios foram encontrados nas vias respiratórias da vítima”, explicou Marcelo.

Segundo o delegado, um exame de radiografia feito no cadaver não aponta vestígios de trauma causado por instrumento contundente e tão pouco perfurações de faca, ou projétil de arma de fogo. “O que foi apurado até agora é que ouve asfixia. Um novo laudo deverá apontar se esta asfixia foi mecânica, (se alguém teria enforcado Eloisa com as mãos) ou se realmente aconteceu um incêndio sem interferência humana e a jovem não teria conseguido sair da casa”, acrescentou.

Até o momento, as conclusões da polícia apontam que ela estava viva e chegou a inalar fuligem do incêndio doméstico e isso teria provavelmente causado sua morte. “Precisamos ver o que a impediu de sair daquela situação, por isso estamos aguardando outros resultados, tanto do perito médico legal bem como dos peritos criminais”, declarou Marcelo.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Força Tática apreende adolescente com porções de cocaína e maconha em Sinop

Equipes da Força Tática apreenderam um adolescente de 17...

Homem invade residência e mata adolescente a tiros no Médio Norte

Uma adolescente de 17 anos foi assassinada a tiros,...

Mulher desfere facadas no esposo em Sorriso

Um jovem de 24 anos foi encaminhado ao hospital...

Discussão por causa de som alto termina com dois baleados em Sorriso

Um homem e uma mulher foram socorridos e encaminhados...
PUBLICIDADE