Polícia

Justiça manda prender novamente homem pego com várias armas em Sorriso

O empresário Atilânio Albino da Silva, conhecido como Tânio, foi preso ontem, por volta das 11:00h. A Justiça determinou um pedido de prisão contra ele, revogando um habeas corpus que o empresário tinha conseguido depois de ser preso no dia 16 de fevereiro, acusado de posse de munição e transporte ilegal de arma de fogo.

Tânio e Jonas Feitosa de Lima foram presos em fevereiro com
01 revólver marca Rossi, calibre 357, uma espingarda calibre 12, modelo 586; uma espingarda CBC calibre 22; uma faca com bainha marca Saico; 06 munições calibre 38 intactas e 17 cartuchos intactos.

A polícia teria recebido, anteriormente à prisão, a comunicação de que três elementos armados com revólver e espingarda escopeta e de posse de um veículo Toyota, cor prata, haviam acabado de praticar delito de ameaça contra pessoas em um assentamento conhecido como Assentamento Santa Rosa e que, inclusive, haviam se apossado de documentos das possíveis vítimas.

Em diligência pela MT 242, a polícia localizou um veículo com as características descritas. No primeiro momento não teriam logrado êxito em abordá-lo, em virtude da alta velocidade imprimida. Quando finalmente a polícia conseguiu abordá-los, encontrou as armas e a munição. Atilânio estava sem armas, mas teria algumas munições em um dos bolsos.

O empresário, que já foi dono de uma grande imobiliária em Sorriso, responde por vários processos. Só Notícias apurou, junto ao site do Tribunal de Justiça, que além das ações cíveis, ele foi indiciado em processos criminais como estelionato e seqüestro e ameaça de vítimas.

Ontem, foi cumprida a ordem de prisão e ele está na cadeia de Sorriso.