Polícia

Jovem morto em área rural em Sorriso pode ter sido vítima de disparo acidental, diz delegado

O delegado de Polícia Civil, José Getúlio, informou, há pouco, ao Só Notícias, que Allan Michael de Almeida, de 26 anos, que morreu, ontem à noite, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) após ser baleado, foi vítima de disparo acidental. Ainda de acordo com o delegado, o atirador já foi identificado e deve se apresentar amanhã, com advogado, para ser ouvido. 

“Muito provavelmente um disparo acidental. Ele deve se apresentar e responderá por homicídio culposo (quando não há intenção de matar), posse de arma de fogo e caça de animal silvestre”. Allan foi baleado por um revólver calibre 22. O delegado emendou ainda que não houve omissão de socorro e o jovem foi levado ao hospital regional para atendimento médico.

Consta no boletim de ocorrência da polícia que, em uma fazenda a cerca de 40 quilômetros da cidade, foram ouvidos disparos de arma de fogo e uma pessoa pedindo por socorro. O funcionário da propriedade contou que havia veículos rondando e, durante a averiguação, os militares encontraram rastros de carro, uma abertura na lavoura de milho e um porco do mato, morto.

Ainda de acordo com a versão repassada para a polícia, e que está sendo investigada, Allan estaria em um desses carros que rondava o local, foi socorrido e o motorista o deixou na UPA. No carro havia capa de arma longa e munições calibre 12, 20 e 22 o que reforçaria a hipótese que estaria caçando.

 

Só Notícias/David Murba (foto: assessoria)