Polícia

Identificados homens que espancaram e mataram PM em Mato Grosso; deixou 3 filhos

Dois homens, de 27 e 29 anos, são acusados de espancar até a morte o soldado da Polícia Militar, Roberto Rodrigues de Souza, de 31 anos, após uma briga em uma distribuidora, hoje de madrugada. Os nomes foram confirmados pela Guarda Municipal de Várzea Grande. Consta nas imagens da câmera de segurança, após agredir o policial com socos e chutes, os homens fugiram em um VW Gol verde.

O soldado era pai de três crianças menores de idade. O velório do militar será realizado no cemitério Recanto da Paz, no Jardim dos Estados, em Várzea Grande.

Por nota, a Polícia Militar lamentou o ocorrido e frisou que as buscas pelos envolvidos no crime seguem em curso. “O Comando Geral da PM está consternado com tudo que aconteceu, e envia as mais sinceras condolências aos familiares, amigos e colegas de trabalho do soldado Rodrigues”, aponta o comunicado.

As imagens das câmeras de segurança da distribuidora mostram o momento em que Roberto, mesmo caído, leva chutes na cabeça e no abdômen.

Segundo a PM, os agentes foram acionados para uma briga envolvendo homens e mulheres, mas quando chegaram ao local só encontraram a vítima caída no chão da distribuidora.

A companheira do soldado contou que eles estavam voltando para Cuiabá quando pararam no local para que o soldado utilizasse o banheiro. Ela ficou no carro, mas estranhou a sua demora. Quando foi ver o que estava acontecendo, já o encontrou caído no solo. Um funcionário da loja contou que a vítima se envolveu em uma briga com um dos suspeitos ainda no banheiro.

Só Notícias/Gazeta Digital