Polícia

Divulgados locais de provas para concurso da Polícia Civil

No próximo domingo, mais de 17 mil pessoas farão as provas referentes ao concurso público da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso. Na última quinta-feira foi publicado no Diário Oficial do Estado os locais em que as provas objetivas serão aplicadas. Além de Cuiabá, as provas também serão realizadas em Várzea Grande, Rondonópolis, Barra do Garças e Sinop. Os candidatos devem estar nos locais às 8h (horário oficial de Mato Grosso) e a duração será de quatro horas.

São oferecidas 50 vagas para delegados, 300 para escrivães e 600 para investigadores de polícia. De acordo com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), instituição de ensino contratada para realizar o concurso, o número de candidatos por vaga para delegados de polícia chega a 206,48. Já para escrivães e investigadores de polícia a concorrência é de 9,214 e 9,583, respectivamente. Entre as vagas destinadas para Portadores de Necessidades Especiais (PNE), a maior procura também ficou para as vagas de delegados chegando a 16,40. A procura para investigadores ficou em 1,116 candidatos por vaga e para escrivães em 0,633 por vaga.

“Sem dúvida esse concurso bateu recorde de inscrições, mas está dentro da nossa expectativa. Acreditamos no bom nível dos candidatos, o que vai possibilitar mais possibilidade de disputa. As inscrições pela Internet também permitiram maior abrangência, tanto que há muitos candidatos de outros estados”, informou o presidente da comissão de concursos, Paulo Vilela, que é corregedor da Polícia Judiciária Civil. Segundo ele, 8.955 inscrições foram feitas pela Internet.

Os candidatos à vaga de delegados classificados na prova objetiva passarão, ainda este ano, pela prova dissertativa, no dia 4 de dezembro. A prova dissertativa é de caráter eliminatório e classificatório e será constituída de cinco questões abordando conhecimentos de Direito Penal e Direito Processual Penal, podendo ser exigida a elaboração de peça prática.

Já no dia 5 dezembro será aplicada a prova oral. Seguindo o calendário, as etapas do concurso seguem em 2006, sendo que no dia 16 de fevereiro todos os candidatos classificados passarão pelo exame de saúde. No dia 2 de abril pelo teste de aptidão física e no dia 27 de abril pela avaliação psicológica. Todas as outras etapas, exceto a prova objetiva, serão realizadas somente em Cuiabá.

A sexta e última etapa do concurso é a investigação social, que é de responsabilidade da Polícia Judiciária Civil. Será feita a partir de informações constantes de formulário específico, a ser preenchido e assinado pelo candidato. De acordo com Paulo Vilela, o objetivo é saber se há algum impedimento legal para que o candidato seja empossado e todo o trabalho é feito pela Gerência de Inteligência Policial da PJC.
A previsão para encerramento de todas as etapas do concurso é junho de 2006, quando os candidatos deverão ser chamados. Em seguida começará o processo de formação na Academia de Polícia, que tem a duração de 360 horas.

No site da Polícia Judiciária Civil os candidatos encontram um link onde é possível verificar o local onde serão realizadas as provas.